Listamos as dez atrações das Ilhas Cayman para guardar na memória

Um passeio à Cayman Brac também é opção para os visitantes de Grand Cayman.

30/12/2016 21:20
Reprodução
No fundo do mar do caribe, as esculturas da Cidade Perdida de Atlantis, do artista plástico Foot (foto: Reprodução )
A ilha de Cayman Brac que tem rica natureza, assim como sua irmã, Little Cayman, recebe voos regulares. Ida e volta custam cerca de US$ 100 pela Cayman Airlines. Ali é possível, inclusive, experimentar um rum cake (bolo de run) tradicional em lanchonetes típicas, bem parecidas com as do interior dos Estados Unidos, a partir de US$ 3. No Star Island Restaurant, um café da manhã completo custa a partir de US$ 8.

Para quem quiser ficar na ilha, é possível se hospedar em um hotel especializado em mergulhos, em que as saídas de barco com cilindros está prevista no pacote – o Cayman Brac Beach Resort –, ou em um hotel boutique que também conta com uma fazenda de 28 hectares que produz todas as hortaliças e frutas utilizadas nas refeições – o Le Soleil D’or. No primeiro, o pacote de uma semana sai a partir de US$ 1.490. No segundo, a noite para o casal custa a partir de US$ 350, na estrutura do hotel, e é possível locar casas de três quartos de frente para a praia com diária a partir de US$ 1.600. A brasileira Angel Robledo, de São Paulo, é a chef de bebidas do local. “Tudo que é consumido no hotel é produzido na fazenda. É tudo muito natural e esta foi uma das características que me atraiu para cá”, conta a paulistana de 35 anos, amante de mergulhos e escaladas. Entre seus projetos está o desenvolvimento de um rum com marca própria do Le Soleil D’or, para servir para os hóspedes.

Angel, que vem ao Brasil de três em três anos, em média, afirma que brasileiros são raros por lá. Mas ela acredita que é um destino bacana para ser explorado. “Muito exclusivo. Parecido com a Tailândia. Para casais em lua-de-mel ou para pessoas que curtem a natureza”, afirma. Antes de se mudar para Cayman Brac, ela morou em Grand Cayman por três anos e meio.
 
Ainda em Cayman Brac há uma opção bem diferente no meio do caminho. Entre o aeroporto e o Le Soleil D’or é possível dar uma paradinha na casa do artista plástico Foots, ou Ronald Kynes. A casa é uma verdadeira exposição. Mísseis soviéticos, caveiras, conchas, Beatles, demônios, moinhos de vento, sexo, drogas e rock in roll estão entre os temas explorados em suas intervenções. A Cidade Perdida de Atlantis é outra de suas construções. Em um ponto do mar do caribe, ele mergulhou algumas de suas esculturas. É mais uma atração a ser explorada por aqueles que vão à ilha com tempo para mergulhar.


1 - Dia de Sol em Seven Mile Beach


2 - Mergulho ou snorkel nas águas cheias de peixinhos que circundam as ilhas


3 - Praticar stand up paddle nas praias mais calma


4 - Pedir um belo snapper (anchova) ou lagosta em restaurantes especializados em frutos do mar


5 - Passeio na fazenda de tartarugas


6 - Visita à Lake Cave, nas cavernas de cristais de Grand Cayman


7 - Compras em George Town


8 - Experimentar um rum cake (bolo de run)


9 - Mergulho com arraias


10 - Visita à casa do artista plástico Foots, em Cayman Brac



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO