Contagem regressiva para o réveillon 2017

Nem Rio de Janeiro, nem Salvador. Em tempos de grana curta, a 27ª edição dos fogos da TV Alterosa, na Pampulha, em Belo Horizonte é garantia de diversão. Vista-se de branco, amarelo ou verde e saiba por que passar a virada de ano na capital mineira promete ser uma noite inesquecível.

por Carlos Altman 13/12/2016 00:20

Alexandre Guzanshe/EM
150 mil pessoas são esperadas na Lagoa da Pampulha para celebrar a chegada de 2017 (foto: Alexandre Guzanshe/EM)

O ano de 2016 não foi fácil para muita gente, né? Preços nas alturas, valor do dólar em constante montanha-russa, incerteza na economia, tragédia aérea que comoveu o país, loucura na política e desemprego. Diante deste cenário, muita gente nem teve como planejar as festas de fim de ano. Se você deixou para última hora onde passar o Réveillon e assustou com os preços dos pacotes para os locais badalados como Rio de Janeiro, Salvador, Florianópolis e Nova York, fique tranquilo, não vai ser por falta de dinheiro que deixará de celebrar a grande noite da virada.


Belo Horizonte pode até não ter mar, mas oferece algo, que nos tempos atuais,  é fundamental na escolha ao planejar uma viagem - preço baixo. Sim, passar o Réveillon na capital mineira é não correr o risco de pagar mais caro e poder curtir uma noite com um show de fogos que faz parte da tradição da cidade. A região da Pampulha é palco da tradicional queima de fogos da TV Alterosa, que neste ano completa 27 anos e vai oferecer um dos maiores espetáculos pirotécnicos do país.

 

"Este ano o Réveillon da TV Alterosa irá comemorar o título de Patrimônio da Humanidade conquistado pela Pampulha com mais um magnífico Show de Fogos. O principal cartão-postal de Belo Horizonte já é palco da maior comemoração de Ano-novo celebrada em Minas Gerais. Assim como JK e Niemeyer construíram essa obra-prima e a deixaram como um presente de Minas para o mundo, o Réveillon  que realizamos na Lagoa da Pampulha, há quase três décadas, é patrimônio da TV Alterosa e um presente para o mineiros." observa Andreia Zuqui, Gerente Executiva de Marketing e Vendas dos Diários Associados Minas.


Um público em torno de 150 mil pessoas para celebrar a chegada de 2017 é esperado para a grande noite do dia 31 de dezembro. Com duração de aproximadamente 15 minutos, a queima de fogos na Pampulha é garantia, tanto para os belo-horizontinos quanto para o turista que vier de fora, de poder renovar as energias já nos primeiros minutos do próximo ano. Mas acima de tudo, é poder desfrutar com amigos e família de um roteiro imperdível, com completa segurança e, o melhor, gastando pouco.

 

 

 

 

 

 
 
 

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO