Gastronomia, passeios e roteiro movido pela fé completam Caldas Novas

Difícil resistir aos sabores da terra, que mistura na gastronomia aves e peixes a frutos exóticos. Terminado o passeio, é hora de agradecer e retornar ao lugar de origem com as energias renovadas

por Elizabeth Colares 29/06/2016 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Elizabeth Colares/EM/D.A Press
Tradicional galinhada que leva pequi e palmito gariroba, mistura complexa e harmônica ao mesmo tempo (foto: Elizabeth Colares/EM/D.A Press)

Quem vai a Caldas Novas, Rio Quente, Trindade ou outro lugar qualquer da região, com certeza, vai voltar saciado, se sentindo abençoado e totalmente desestressado. Não há quem resista à gastronomia, cujo carro-chefe é a galinhada, que mistura temperos e ingredientes, como o palmito gariroba, com frutos do cerrado, como o pequi. Para quem não está acostumado, é um sabor bem exótico, mas de paladar incomparável, especialmente quando sob comando do chef Ziteli. Mas o empadão goiano, ah! o empadão, esse deixa saudade. Vai tanta coisa na receita, que é difícil saber o que se sobressai mais, que o diga o chef Marrom. O certo é que você vai precisar de força de vontade descomunal para não sair de lá com alguns quilinhos a mais.

Quem procura o roteiro movido pela fé, encontra amparo em Trindade. A devoção ao Divino Pai Eterno tirou a cidade do anonimato, criou oportunidades de emprego e renda para a população local, atraiu investimentos públicos e instalou um futuro de prosperidade nunca antes imaginado. Hoje pertencente à Região Metropolitana de Goiânia, Trindade surgiu e se sustenta pelo vaivém de romeiros, que não se restringe à época do principal festejo, entre este mês e julho. É um clássico exemplo de como a fé – e o dinheiro gerado em torno e a partir dela – consegue revolucionar a economia de uma localidade. A basílica de Trindade é a única no mundo dedicada ao Pai Eterno, devoção católica de 174 anos.

Picasa/divulgação
Devoção ao Divino Pai Eterno colocou Trindade, a 180 quilômetros de Caldas Novas, na rota do turismo (foto: Picasa/divulgação)
PRAIA Agora, quem quer mesmo somente relaxar, não há roteiro melhor. Qualquer lugar que se olhe em volta tem água. Somente no Riviera, por exemplo, são 14 piscinas, com águas em variadas temperaturas. Quem se hospeda no hotel ainda tem direito de frequentar o Clube Privé e o Water Clube, que oferecem rio com correnteza, piscina de onda, bar molhado, toboáguas e uma infinidade de opções para sua diversão. Sem falar do Náutico, que inclui uma gigante piscina de hidromassagem e ainda conta com praia à beira do Rio Corumbá e um delicioso passeio de escuna.

Elizabeth Colares/EM/D.A Press
Piscina gigante de hidromassagem é o que há de melhor para o corpo e para a mente (foto: Elizabeth Colares/EM/D.A Press)

Elizabeth Colares/EM/D.A Press
Piscina gigante de hidromassagem é o que há de melhor para o corpo e para a mente (foto: Elizabeth Colares/EM/D.A Press)


Não deixe de conhecer


» Parque Estadual da Serra
Criado em 1970 para proteger as nascentes das águas hidrotermais, o parque fica entre os municípios de Caldas Novas e Rio Quente. Oferece trilhas e cachoeiras, além de uma vista espetacular da cidade. Passeios acompanhados por guias locais.
• Endereço: Acesso ao final da Avenida Bento de Godoy

» Lago Corumbá
Formado pelo represamento das águas do Rio Corumbá para alimentar a usina hidrelétrica de mesmo nome, o lago soma área de 65 quilômetros quadrados (km²), perfeita para a prática de esportes náuticos e exploração de cachoeiras da região.
• Endereço: Pela Avenida Bento de Godoy (sentido Uberlândia)

» Cachaçaria Vale das Águas Quentes
A produção da cachaça ainda segue a tradição dos antigos alambiques de cobre das fazendas coloniais, com a bebida envelhecida em barris de madeira nobre. O local tem estrutura arquitetônica rústica e aconchegante.
• Endereço: Avenida Coronel Bento Godoy, 2.000, Estância Itanhangá

» Choperia Boulevard
Com ambiente descontraído, é o principal ponto de encontro da cidade. Suas receitas são inspiradas na tradicional cozinha goiana, mas com toque gourmet.
•Endereço: Avenida Coronel Cirilo Lopes de Moraes, 420, Bairro Turista

» Jardim Japonês
Local de meditação e paz com referências da cultura oriental, como a entrada com dragões guardiões, as tamareiras e os cactos (que representam, respectivamente, os amigos e inimigos), além da ponte da paz.
• Endereço: Rua São Cristóvão, 805

» Casarão dos Gonzaga
Construído em 1908, ainda preserva as características de uma antiga fazenda. Hoje, abriga o Centro de Apoio ao Artesão. No local você encontra um pequeno museu e pode comprar doces e lembrancinhas da viagem.
•Endereço: Rua Coronel Gonzaga, s/nº

» Doces Caseiros Dona Maria
Foi no quintal de casa que dona Maria começou a produzir os doces que aprendeu com a mãe. Na loja podem ser encontrados também licores caseiros, farinha temperada, geleia de pimenta e conservas.
•Endereço: R. Orozimbo C. Neto, 198, Scentral

» Hot Park
Localizado no Rio Quente Resorts, com área de 23 mil metros quadrados (m²), o parque oferece toboáguas radicais e rio de correnteza, entre outros atrativos. A grande sensação do lugar é a Praia do Cerrado, com ondas e 3 mil metros cúbicos de areia.
•Endereço: Final da GO-507/
Rio Quente

» Lagoa Thermas Clube
Local da descoberta das águas quentes, é o único ponto da cidade onde você pode encontrar uma fonte termal com água brotando do solo a até 57°C, temperatura do Poço do Cozinha Ovos (uma das nascentes mais conhecidas da região).
•Endereço: Estrada para Pires do Rio, km 5, Lagoa Quente


*A jornalista viajou a convite do Grupo Privé e Azul Linhas Aéreas, com seguro da GTA – Global Travel Assistance

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO