Viajar de trem pelo Brasil ou exterior é ótima opção de lazer

Que tal aproveitar suas próximas férias ou mesmo um passeio de fim de semana para viajar de trem em trechos no estado, no país ou no exterior? O Turismo selecionou algumas rotas imperdíveis

por Gustavo Perucci 24/02/2016 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alfredo DurÃes/EM/D.A Press - 01/04/11
Vagão do luxuoso trem Hiram Hingham Orient Express, que vai de Cuzco a Aguas Calientes %u2013 Machu Picchu, no Peru. Passeio é imperdível (foto: Alfredo DurÃes/EM/D.A Press - 01/04/11)

Meio de transporte, parte do roteiro das férias ou uma simples atividade em família em um dia de lazer. O certo é que uma viagem de trem pode ser muito mais que um mero deslocamento de um ponto para outro. Das antigas marias-fumaça aos modernos trens-bala. Cada estrada de ferro guarda sua história, cenário e encanto próprios. Além do conforto e segurança, viajar de trem permite momentos únicos de contemplação da natureza. Vai a Ouro Preto ou Mariana? Inclua o passeio de 18 quilômetros entre as duas cidades na ferrovia de 1883.

Alfredo DurÃes/EM/D.A Press - 01/04/11
(foto: Alfredo DurÃes/EM/D.A Press - 01/04/11)
 

Se preferir São João del-Rei, a maria-fumaça (foto) que segue até Tiradentes é um passeio imperdível. Aproveite para conhecer o Museu Ferroviário da cidade. É fantástico. Está em BH sem programa para o fim de semana? Leve a família para Rio Acima, próxima de Nova Lima, para conhecer o Trem das Cachoeiras. Vai de férias para a Europa ou América Latina? Pode ser uma experiência bem agradável trocar um trecho que seria feito de avião por um de trem. As possibilidades são muitas, mas o Turismo separou algumas sugestões de rotas para você embarcar.

 
NO BRASIL

O passo mais lento, a tranquilidade de seu característico balanço e a janela emoldurando, a cada trecho, cenas encantadoras. Não há como competir. Que os aviões, ônibus, barcos e carros nos desculpem, mas, no quesito charme, os trens ganham de lavada. Mesmo que em Minas qualquer coisa possa ganhar o nome de trem, os propriamente ditos trens ainda têm lugar cativo no imaginário dos mineiros. Com o Espírito Santo, abrigamos a única linha diária de passageiros do país, que liga BH a Vitória. Quer uma experiência mais nostálgica? Que tal curtir o passeio entre Tiradentes e São João del-Rei em uma maria-fumaça do século 19?

São inúmeras as possibilidades de viagens pelas estradas de ferro do Brasil e do mundo, cada trecho ou percurso guardando seus cenários e encantos próprios. O Turismo listou algumas sugestões de roteiros a bordo das famosas locomotivas. Quem sabe não dá para encaixar um passeio de trem nas suas próximas férias?

 

 

TREM DO VINHO (RS)

Frederico Bottrel/ EM/ D.A Press  - 10/4/10
TREM DO VINHO (RS) (foto: Frederico Bottrel/ EM/ D.A Press - 10/4/10)
 

Conhecer as vinícolas e a produção de vinho na Serra Gaúcha já é um belo passeio. Já fazer esse mesmo passeio a bordo de uma
maria-fumaça tem um charme todo especial. Conhecida como o Trem do Vinho ou o Trem da Uva, a locomotiva sai da cidade de Bento Gonçalves, faz uma parada na estação de Garibaldi e chega a Carlos Barbosa em um percurso de 23 quilômetros que dura, em média, duas horas. Após o trajeto, um ônibus leva os visitantes à primeira estação. Em cada parada, é possível degustar um vinho e curtir várias das atrações culturais incluídas no pacote, como apresentação de dançarinos com roupas típicas. As viagens ocorrem às quartas-feiras e sábados. Nos meses com maior volume de turistas, saídas extras são disponibilizadas. É necessário fazer reserva.

» Informações: www.mfumaca.com.br
ou (54) 3455-2788

 

 

TREM DA SERRA DO MAR PARANAENSE

Arquivo ABOTTC
TREM DA SERRA DO MAR PARANAENSE (foto: Arquivo ABOTTC)
 

Os 110 quilômetros percorridos pelo Trem da Serra do Mar Paranaense vão de Curitiba ao bucólico município de Morretes. A estação final é a de Paranaguá, no litoral do Paraná. A paisagem durante a viagem é espetacular: o trajeto passa pela maior área de preservação de mata atlântica do Brasil. A composição parte diariamente de Curitiba e, além da natureza, o turista poderá ver grandes obras de engenharia, como a Ponte São João. O preço é a partir de R$ 85.

» Informações: www.serraverdeexpress.com.br
ou (41) 3888-3488

 

OURO PRETO-MARIANA

Leandro Couri/EM/D.A Press
OURO PRETO-MARIANA (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
 

Desde 2006, o Trem da Vale percorre o trecho entre as cidades históricas Ouro Preto e Mariana. Após revitalização, o percurso de 18 quilômetros na estrada de ferro de 1883 brinda o turista com belas paisagens, cachoeiras e patrimônio cultural dos dois municípios tricentenários. A maria-fumaça que operou durante um tempo foi aposentada, e o trabalho de puxar os seis vagões de passageiros (cinco convencionais e um panorâmico), todos restaurados, ficou a cargo da locomotiva a diesel G8. Os passeios são realizados às sextas-feiras, sábados, domingos e feriados nacionais. No vagão convencional, a passagem só de ida sai por R$ 40, e a de ida e volta, R$ 56. Já no panorâmico, a ida sai por R$ 60, a de ida e volta, por R$ 80.

» Informações: (31) 3551-7705 ou (31) 3557-3844

 

 

TIRADENTES-SÃO JOÃO DEL-REI

 

Marcos Michelin/EM/d.a pres - 04/08/07
TIRADENTES-SÃO JOÃO DEL-REI (foto: Marcos Michelin/EM/d.a pres - 04/08/07)

O passeio de 12 quilômetros de maria-fumaça é realizado na antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas (Efom). Além das belezas naturais da Serra de São José, o trecho que margeia o Rio das Mortes, ligando duas estações ferroviárias construídas no século 19. Em São João del-Rei, ainda é possível visitar o Museu Ferroviário, com um dos maiores acervos da história desse meio de transporte do Brasil. Desde a sua fundação, em 1880, a ferrovia não parou mais de funcionar. As tarifas são R$ 40 (ida) ou R$ 56 (ida e volta). Crianças até 12 anos e idosos pagam meia. As viagens ocorrem às sextas-feiras, sábados e feriados.

» Informações: (32) 3371-8485 ou (32) 3355-2789

 

 BH-VITÓRIA

 

Mosaico Imagem/Vale/Divulgação
BH-VITÓRIA (foto: Mosaico Imagem/Vale/Divulgação )

Único trecho a abrigar um trem de passageiros diário do Brasil, a Estrada de Ferro Vitória-Minas liga Belo Horizonte a Vitória, capital do Espírito Santo. Em cerca de 13 horas de viagem, o trem percorre 664 quilômetros, passando por cidades históricas mineiras que ficam às margens dos rios Doce e Piracicaba. Desde 2014, um novo trem oferece mais conforto e comodidade aos passageiros, e conta com classe econômica (R$ 62) e executiva (R$ 95), restaurante, lanchonete, serviço de bordo, televisão e pontos para recarregar equipamentos eletrônicos. Para os passageiros com necessidades especiais, o carro especial dispõe de elevador.

» Informações: www.vale.com/tremdepassageirosefvm ou 0800-285-7000

 

 TREM DAS CACHOEIRAS (RIO ACIMA)

Sabrina Beckler/Divulgação
TREM DAS CACHOEIRAS (RIO ACIMA) (foto: Sabrina Beckler/Divulgação )
 

Não se engane. Mesmo apelidada de Trem das Cachoeiras, a maria-fumaça fabricada em 1929 não passa por nenhuma queda d'água em seu percurso de sete quilômetros. O nome é uma referência às belas cachoeiras do município. A viagem dura cerca de 55 minutos, partindo da simpática estação de 1890, margeando o Rio das Velhas, até o distrito de Honório Bicalho. Natureza e marcos da Estrada Real são as principais atrações. São três carros de passageiros, equipados com TV, ar-condicionado, som e ventilador. Os passeios ocorrem aos sábados, domingos e feriados. A tarifa é de R$ 26 nos vagões simples e R$ 36 no panorâmico. Crianças de até 12 anos e idosos pagam meia entrada.

 

NO EXTERIOR

 

TRANSIBERIANA (RÚSSIA-MONGÓLIA-CHINA)

Travel to Russia/Divulgação/Getty Image
TRANSIBERIANA (RÚSSIA-MONGÓLIA-CHINA) (foto: Travel to Russia/Divulgação/Getty Image )
 

Mais longa estrada de ferro do mundo, e, talvez, a mais famosa, a Transiberiana liga Moscou ao Oceano Pacífico, mais especificamente à cidade de Vladvostok. O frio intenso de uma das regiões mais inóspitas do planeta é revelado diante da abundante beleza natural nos mais de 9 mil quilômetros do percurso. Rios imensos, lagos, montanhas cobertas de neve e muitos quilômetros de florestas. São três rotas básicas: Moscou-Vladvostok, Moscou-Pequim passando pela Mongólia e Moscou-Pequim. Ao todo, são mais de 20 mil quilômetros de estrada de ferro. É importante pesquisar sobre a viagem e ir preparado. O primeiro trecho, por exemplo, leva cerca de oito dias.

»  Informações: www.expresstorussia.com


WEST HIGHLAND RAILWAY (ESCÓCIA)

 

Reprodução internet
WEST HIGHLAND RAILWAY (ESCÓCIA) (foto: Reprodução internet)

A Europa, com sua extensa malha ferroviária, não poderia ficar de fora. E a West Highland Railway percorre um dos trechos mais charmosos do continente. Além da beleza natural típica, a Escócia possui incomparável riqueza histórica e cultural. O trecho que liga a capital Glasgow a Mallaig passa por castelos medievais, como o Dumbarton, pelo – os fãs de Harry Potter vão conhecer – Viaduto Glenfinnan, os Alpes Arrochar, entre outras atrações. Quem for ao país deve considerar o passeio, que leva cerca de cinco horas.

» Informações: www.scotrail.co.uk



BLUE TRAIN (ÁFRICA DO SUL)

Reprodução internet
BLUE TRAIN (ÁFRICA DO SUL) (foto: Reprodução internet)

Luxo e elegância são as principais características do Blue Train, que, nos seus 1.660 quilômetros de extensão, atravessa a África do Sul. A viagem dura mais de 24 horas, partindo da Cidade do Cabo em direção a Pretória. O serviço é cinco estrelas, com mordomo em cada vagão e comida de alta qualidade. Algumas cabinas contam até com banheira. Durante o percurso, o turista terá várias opções de passeio.

» Informações: www.bluetrain.co.za


HIRAM BINGHAM (PERU)

Orient Express/Divulgação
HIRAM BINGHAM (PERU) (foto: Orient Express/Divulgação)

Carregando o nome do explorador estadunidense que redescobriu o povoado inca de Machu Picchu, em 1911, o luxuoso trem Hiram Bingham faz o trajeto entre a histórica cidade de Cusco e Aguas Calientes, porta de entrada para as ruínas da antiga civilização. O trajeto de três horas e meia em plena Cordilheira dos Andes fica ainda mais inesquecível com o serviço de bordo de primeira oferecido no trem, que conta com restaurante, bar e um vagão observatório imperdível. Os passageiros são recebidos com um coquetel de boas-vindas, as refeições são de ótima qualidade e ainda é possível presenciar uma apresentação de música típica ao vivo durante a viagem. Existem outras opções de trens mais em conta.

» Informações: www.perurail.com/trains/belmond-hiram-bingham/

ROCKY MOUNTAINEER TRAIN (CANADÁ)

Visit Canadá/Divulgação
ROCKY MOUNTAINEER TRAIN (CANADÁ) (foto: Visit Canadá/Divulgação )

Viajar tendo como cenário nada menos que as Montanhas Rochosas – cordilheira localizada na América do Norte, com 4.800 quilômetros de extensão –, repleta de rios, lagos vales e montanhas. Durante o inverno, o branco da neve é o tom predominante, no verão, o verde intenso mostra toda a força da natureza. O trem Rocky Mountaineer parte de Vancuver em direção a várias cidade do país.

» Informações: www.rockymountaineer.com

THE GHAN AUSTRÁLIA)

Reprodução internet
THE GHAN (AUSTRÁLIA) (foto: Reprodução internet)

A viagem de três dias vai do norte ao sul da Austrália, ou vice-versa, partindo de Darwin (Norte) para Adelaide (Sul). Durante o percurso, ocorrem duas outras paradas, em Katherine e Alice Springs, onde os viajantes podem visitar diferentes atrações. Os três mil quilômetros do percurso cruzam o deserto australiano, o conhecido Outback, com sua característica terra vermelha. A paisagem fascina.

» Informações: www.railaustralia.com.au

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO