Palm Beaches e Paradise mostram um outro lado da Flórida

Flórida tem mais a oferecer que os parques temáticos de Orlando e as lojas de Miami. O estado americano concentra importantes regiões turísticas ainda pouco visitadas por brasileiros, como Palm Beaches e Paradise Coast

por Flávia Ayer 27/01/2016 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução da Internet
Sem horizonte. Assim é a praia de West Palm Beach, destino procurado por turistas e também norte-americanos que querem fugir do frio (foto: Reprodução da Internet )

Palm Beaches e Paradise Coast –
Aos olhos da maioria dos brasileiros que embarcam para a Flórida, o estado norte-americano se resume a dois destinos: Orlando, terra da Disney e de outros parques temáticos, e Miami, o paraíso das compras. A Flórida, no extremo Sul dos Estados Unidos, é bem maior que isso. No caminho entre Orlando e Miami, há regiões de turismo internacional pouco explorado e que já são rotas consolidadas entre os nativos. Atrás de praias e altas temperaturas até mesmo no inverno, é para Palm Beaches e Paradise Coast que eles vão, fugindo do frio e da neve.

Aliás, no Brasil, Palm Beaches é normalmente tratada no singular, como Palm Beach, que, na verdade, é apenas uma das 38 cidades da região localizada no Sudeste da Flórida e banhada pelo Oceano Atlântico. O condado está a 100 quilômetros ao norte de Miami e a 240 quilômetros ao sul de Orlando. A cidade de Palm Beach tem a fama de ser a mais luxuosa, procurada por ricos e famosos. Mas o conjunto de localidades, uma colada na outra, é mais eclético, contando também com passeios de ecoturismo, praias descoladas e outlets, os queridinhos dos brasileiros.

Mais tranquila do que Palm Beaches, a região de Paradise Coast reúne as cidades de Naples, Marco Island e Everglades City. O pôr do sol nas praias de areias brancas e mar de águas quentes rende o nome “Costa do Paraíso”, na tradução para o português. A região, às margens do Golfo do México, está situada na costa Sudoeste da Flórida e conta com 48 quilômetros de praias. Por isso mesmo, trata-se de destino procurado por quem curte passeios náuticos. De Miami, são 162 quilômetros, percorridos em cerca de duas horas. Já em relação a Orlando a distância é de 427 quilômetros, que rendem cerca de quatro horas de viagem de carro.


Flávia Ayer/EM/D.A PRESS
Vista panorâmica de praia em Palm Beach: tranquilidade aliada ao conforto que a maioria dos turistas busca (foto: Flávia Ayer/EM/D.A PRESS)

As fotos do casamento da atriz colombiana Sofia Vergara, que estrela a série Modern family, com o ator Joe Manganiello, no hotel The Breakers, em Palm Beach, na Flórida, rodaram o mundo em novembro. Elas mostram um pouco do luxo e da suntuosidade do resort cinco estrelas, que é, por si só, uma atração da cidade, que ficou conhecida por atrair ricos e famosos fora do circuito de Miami. Mas é bom saber que Palm Beach tem plural – Palm Beaches, nome dado à região na costa Sudeste do estado norte-americano composta por 38 cidades, uma ao lado da outra e várias delas cortadas por hidrovias.

A cidade de Palm Beach é a mais conhecida delas e acabou agradando aos turistas por ter restaurantes de primeira, praias tranquilas e concentração considerável de lojas badaladas sem o agito de Miami. Vale informar que, se comparado ao litoral brasileiro, as praias de lá são apenas boas.

A Worth Avenue é o endereço do luxo na cidade. Lado a lado estão grifes mais prestigiadas do mundo, como Chanel, Ralph Lauren, a multimarcas Saks, joalheiras e charmosas lojas locais. O cenário fica completo com carrões de luxo passando a todo momento e ricaços atravessando a avenida com sacolas de compras.

Flávia Ayer/EM/D.A PRESS
Como atividade de lazer, eles também curtem os tours a pé que saem da região da Worth Avenue (foto: Flávia Ayer/EM/D.A PRESS)

Mesmo sem grana, a visita à Worth Avenue tem seu lugar. Caminhar despretensiosamente pelas galerias e observar as escadarias coloridas naquele universo de luxo já valem o passeio. Com sorte, dá até para encontrar um produto ou outro que cabe em bolsos mais modestos. Há quem contrate um tour a pé, embora fazer isso sozinho seja bem tranquilo. Nos arredores da Worth Avenue é possível passear por ruas pacatas e organizadas, onde ficam mansões e hotéis de luxo.

Apesar da atmosfera de glamour, a região de Palm Beaches oferece ao visitante opções de compras baratas. No Gardens Mall, na cidade de Gardens, um andar inteiro é voltado para o mercado de luxo, mas no restante do shopping há opções acessíveis. Em West Palm Beach, o Cityplace é um shopping a céu aberto, rodeado por lojas de departamentos que os brasileiros amam, como Forever 21 e H&M, e também concentra restaurantes e bares.

O destaque fica para o Palm Beach Outlet, em West Palm Beach. Também a céu aberto, o outlet é mais vazio do que centros de compras similares em Orlando e Miami. Além das lojas habituais desses estabelecimentos – Nike, GAP e Calvin Klein –, o consumidor encontra no entorno as gigantes do varejo TJ Maxx, Ross e a Best Buy, de eletrônicos.


ANOTE AÍ...


» COMPRAS

O câmbio com o dólar vendido a R$ 4 é um verdadeiro freio nos impulsos de quem vai aos EUA pensando em compras. Embora em viagens impere a máxima de “quem converte não se diverte”, é bom fazer as contas antes de gastar. No segmento de vestuário e calçados, há produtos que, mesmo em outlets, estão com preço similar ao do Brasil, onde é possível encontrar melhores condições de pagamento. Eletrônicos e produtos farmacêuticos, entretanto, continuam com preço bem vantajoso nos EUA. Lojas de pontas de estoque, como Marshals e Ross, que reúnem desde artigos para casa a roupas, também são sempre boa pedida.

» COMIDA
Viajar para os Estados Unidos não significa se empanturrar de sanduíches, pizzas e outras categorias de junk food. No litoral da Flórida, a diversidade da gastronomia americana se apresenta em pratos bastante apetitosos, sendo os frutos do mar o destaque do cardápio. Dá para experimentar lagostas, siris, camarões, ostras, vieiras, caranguejos e até carne de jacaré.

» TRANSPORTE
Em Palm Beaches e Paradise Coast, como na maior parte da Flórida, o transporte público deixa a desejar e, para curtir a região, a melhor opção é alugar um carro. Em pontos turísticos das cidades, o turista consegue andar em ônibus gratuitos, que se assemelham a bondes.

QUEM LEVA

»Primus Turismo – Rua Major Lopes, 423, São Pedro, BH, (31) 3228-6000
•Palm Beach
A partir de US$ 1.020, incluindo: passagem aérea Belo Horizonte /Miami/Belo Horizonte, traslado regular aeroporto/hotel/aeroporto e cinco noites de hospedagem em apartamento duplo standard, sem café da manhã, no Hotel Red Roof Inn West Palm Beach.

•Paradise Cost
A partir de US$ 1.200, incluindo: passagem aerea Belo Horizonte/ Miami/Belo Horizonte, traslado regular aeroporto/hotel/aeroporto e cinco noites de hospedagem em apartamento duplo standard, sem café da manhã, no Holiday Inn Express & Suites Naples.

•Condições: valores por pessoa em apartamento duplo, sujeitos a alteração sem aviso prévio. Reservas sujeitas à disponibilidade de lugares.

Flávia Ayer/EM/D.A PRESS
Para quem adora curtir um bom restaurante, uma ideia é conhecer o cardápio do The Blind Monk, em West Palm Beach (foto: Flávia Ayer/EM/D.A PRESS )
Informalidade ao lado de hípicas e polo

A vocação da região, entretanto, é voltada para o luxo. Palm Beaches é povoada por hípicas e clubes de polo para onde vão os milionários durante a temporada do esporte, que vai dejaneiro a abril. Mas há também passeios mais relaxados, como o parque John D. Macarthur Beach State Park, em North Palm Beach. O parque é situado entre o Oceano Atlântico e o lago Worth Lagoon, com vegetação típica que se assemelha aos mangues brasileiros.

A cidade de Delray Beach é opção para descolados e amantes de viagens relaxadas. O clima da cidade é bastante informal e turistas se dividem entre praia durante o dia e a badalação em bares e restaurantes à noite. Para quem curte roteiros culturais, duas dicas: o museu The Norton, em West Palm Beach, e o The Flagler, em Palm Beach. O primeiro, em expansão, tem jeito de museu contemporâneo, mas conta com acervo bem eclético, que inclui Edgard Degas, Picasso e Vincent van Gogh.

Já o The Flagler Museum reúne objetos de arte e mobília do milionário Henry Flagler, figura central na ocupação e crescimento do estado da Flórida. Um dos sócios de John D. Rockefeller na Standart Oil, Flagler ficou encantado com o potencial turístico da região de temperaturas amenas o ano inteiro e esteve à frente da construção de ferrovias, pontes e hotéis. Curiosidade: por causa das benfeitorias de Flagler na região, cidadãos de uma cidade na Baía de Biscayne queriam chamá-la de Flagler. O empresário, entretanto, declinou da homenagem e sugeriu que fosse batizada com o nome do rio que cortava o local, Miami.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO