Punta del Leste é destino charmoso tanto no verão quanto no inverno

Com poucos viajantes no balneário, é possível curtir com tranquilidade os pontos turísticos

por João Henrique do Vale 29/07/2015 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
João Henrique do Vale/em/d. a press
Vista da Praia Mansa, em Punta, balneário muito procurado no verão, mas que chama visitantes em busca de calmaria no período mais frio (foto: João Henrique do Vale/em/d. a press )

Punta del Leste ? Conhecida por suas belas praias e baladas no verão, Punta del Leste, no Uruguai, é destino muito procurado por artistas, jogadores de futebol, políticos e o público em geral nesta época do ano. No frio, aliado aos ventos fortes no inverno, a cidade fica vazia. E se engana quem pensa que não há o que fazer. Com poucos viajantes no balneário, é possível curtir com tranquilidade os pontos turísticos. Um dos passeios imperdíveis nessa época é a vista às Colinas de Garzón, onde o visitante conhece o passo a passo da produção do azeite: desde a colheita da azeitona até seu armazenamento. No fim, ainda é possível fazer a degustação do produto, junto com vinhos, alguns premiados, que também são produzidos por lá, além de queijos e amêndoas.

A Fazenda Garzón tem 5 mil hectares, sendo 1 mil usados para a plantação de oliveiras. Outros 280 hectares são reservados para parreiras e 150 para amendoeiras. A propriedade está localizada em Pueblo Gárzón, distrito de Punta del Este, onde moram aproximadamente 600 habitantes, entre trabalhadores rurais, artistas e chefs de cozinha. A propriedade pertence ao argentino Alejandro Bulgheroni, que começou com a produção de amêndoas em 2001 e depois passou a investir na fabricação de azeites. Mais tarde, resolveu apostar nos vinhos. Hoje, a Colinas de Garzón é considerada a maior empresa de azeite de oliva do país. O charme do passeio se inicia no trajeto entre Punta del Este e a fazenda.

O trajeto passa próximo ao tradicional Bairro Beverly Hills, onde cada mansão toma conta de um quarteirão, e a famosa Ponte Leonel Vieira que encanta com sua forma diferente, com três ondulações. Mas, este é assunto para depois. Ao chegar às Colinas de Gárzon você se depara com as imensas plantações de amendoeiras, parreiras e oliveiras, que são milimetricamente plantadas para evitar ventos e ajudar no sistema de irrigação. Lá é bem gelado, por isso é aconselhável vestir roupas bem quentes, mesmo se tiver sol. Não se iluda se o tempo estiver aberto, pois vai se arrepender.

visita em três idiomas
Na sede da propriedade, os turistas são recebidos por guias que falam ao menos três idiomas: inglês, português e, claro, espanhol. A maioria dos visitantes é brasileira, seguida dos argentinos, por r causa da proximidade dos dois países. Os funcionários começam a visita por uma sala de cinema, onde é exibido um filme que conta a história do azeite. Em seguida, o turista´e guiado até uma sala escura, onde a interatividade fala mais alto. Pequenos trechos de filmes são exibidos e contam um pouco sobre a produção do azeite nas Colinas de Garzón. A cada etapa, o vídeo é parado e portas se abrem nas laterais.
João Henrique do Vale/em/d. a press
Vista do pôr do sol na Casa Pueblo: visita imperdível ao acervo do pintor e escultor Carlos Pérez Villaró (foto: João Henrique do Vale/em/d. a press )

De lá, é possível ver de cima os tanques de armazenamento, limpeza e processamento do produto. Depois de conhecer a fábrica, é hora de visitar as plantações. Mantas são distribuídas, por causa do frio, e os visitantes são colocados em tratores abertos. O verde dá o tom do passeio. O veículo vai subindo as colinas por dentro das árvores. No trajeto, entre os suspiros dos participantes pela beleza e também pelo frio que aumenta por causa da ventania, o guia explica os detalhes de cada plantação. Diante de todos os detalhes sobre o azeite, bate uma fome que é saciada no retorno à sede da propriedade. Os visitantes são surpreendidos por mesas com variedades de pães, queijos, amêndoas com mel, e, claro, diferentes tipos de vinhos e azeites fabricados no local. A degustação do azeite ocorre de forma diferente: o líquido é armazenado em pequenos potes que têm de ser esquentados na palma da mão enquanto a outra tampa por cima.

Enquanto isso, Eric, o guia dessa visita em especial, explica a qualidade de cada produto, com quais alimentos combina. Em seguida, o visitante é incitado a dar um gole generoso do azeite, até sentir um ardor na garganta. Se isso ocorrer, é sinal de pureza do azeite. O passeio custa
US$ 50 por pessoa. Para dar mais conforto aos turistas, a empresa não aceita mais de 20 pessoas por visita, que são feitas de quarta-feira a domingo em dois horários: às 11h e às 14h. A ida até a fazenda deve ser negociada com um taxista local ou serviço de transporte. Para os que gostam de aventuras, também são oferecidos passeios de balão e de bicicleta.

Caminhada, leões-marinhos e prédios históricos

Localizada no Departamento de Maldonado e a 130 quilômetros a leste de Montevidéu, capital do Uruguai, Punta del Este está entre o Rio La Plata e o Oceano Atlântico. A península é cercada por praias que são atrativos durante o verão, mesmo com as águas turvas. No inverno ficam vazias por causa do frio, que pode chegar a 4 graus negativos. Apesar disso, a paisagem é um convite para uma boa caminhada ou um passeio de bicicleta. É comum encontrar várias pessoas no fim da manhã passeando pela orla com uma cuia com erva na mão e garrafa térmica em outra para esquentar.

A caminhada e a tranquilidade do inverno atraem os turistas que querem fugir da badalação. É o caso da comerciante e cantora uruguaia Olga Ortiz Abelenda, de 52 anos, e do marido dela, o brasileiro Fausto de Mello, de 47. “Aqui inspira tanto na parte da gastronomia quanto na decoração. Vimos todos os anos uma vez no inverno e outra no verão. Gostamos mais da calmaria do inverno. No verão é muito cheio e tem congestionamentos”, comenta Olga. O casal parou em píer próximo ao Porto Nossa Senhora de Candelária para apreciar a paisagem e tomar chimarrão. O local conserva uma das antigas tradições da cidade. Peixeiros que vendem seus produtos próximos às águas alimentam os leões-marinhos que ficam por perto à espera do alimento. Os animais, que são protegidos na cidade, se alegram com os olhares dos turistas e brincam quando recebem o peixe. Ali pode-se contratar passeio até a Ilha dos Lobos, onde é possível ver de perto centenas de leões marinhos.

casa pueblo Depois desse passeio, vale a pena entrar para o meio da cidade e conhecer a Igreja de La Candelária, uma construção charmosa que chama a atenção pela simplicidade. Outro destino imperdível é Punta Ballena, onde fica a tradicional Casa Pueblo, imóvel construído pelo pintor e escultor uruguaio Carlos Pérez Villaró. O local tem diferentes peças da galeria de arte do artista e um café. Mas, na verdade, o público lota as sacadas da casa só para ver o pôr do sol, considerado um dos mais bonitos do mundo.


* O repórter viajou a convite do
Punta del Este Resort & Casino

» Colinas de Garzón – Reservas e informações sobre o tour guiado na fazenda, use o
e-mail: reservas@colinasdegarzon.com

Quem leva


» Decolar – Pacote de 7 diárias, hospedagem com café da manhã no Sisai Hotel Boutique (a 700m da Praia Brava) e assistência de saúde. R$ 2.786, com voo saindo de BH. www.decolar.com.br
» Intravel – Pacote de 5 noites inclui duas noites de hospedagem com café em Montevidéu, city tour regular de meio dia, hospedagem de três noites em Punta, com café da manhã, city tour regular de meio dia. Seguro de viagem para pessoas de até 69 anos. www.intravel.com.br
» Nascimento Turismo – Pacote de 4 noites, saindo de São Paulo, em voo fretado Gol, com hospedagem no Conrad, com café da manhã, acesso diário ao Spa. R$ 2.960, por pessoa, em quarto duplo. www.nascimentoturismo.com.br
» Primus Turismo – A Primus monta o pacote a partir da demanda do cliente. Informações: (31) 3228-6007, Rua Major Lopes, 423, São Pedro, BH.

SERVIÇO

Pacotes Conrad
De 30 de julho a 2 de agosto

Enjoy Edição Limitada: três diárias, com café da manhã, US$ 50 para jogar no cassino, passagem aérea, traslado VIP, hospedagem nas suítes Club Room, jantar no Restaurante St. Tropez e acesso ao spa. Além disso, passeios pela Casapueblo e visitas opcionais, como a Colinas de Garzón. O pacote custa R$ 3.290 por pessoa, fora as taxas.
Pacote Fiesta Casino: três noites de hospedagem, traslados, café da manhã, acesso ao spa, wi-fi gratuito, US$ 20 para jogar no cassino e um menu especial no Bar Blend (entrada, um prato quente e uma sobremesa, acompanhados de vinho ou cerveja). Por R$ 2.300 por pessoa, mais as taxas. Sem aéreo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO