Edição 2015 do Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense homenageia Ilha de Marajó

por Carolina Cotta 21/04/2015 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paratur/divulgacao
(foto: Paratur/divulgacao )

Tem tacacá, tem tucupi, tem maniçoba e muçuã de botequim... Taí o fino da gastronomia paraense, uma das mais aclamadas cozinhas de agora. Tradicionais e de preparo obrigatório nos lares do Pará, essas delícias do Norte sempre estiveram por lá, embora só tenham atravessado fronteiras mais recentemente, primeiro com um movimento de valorização da culinária paraense iniciado pelo falecido chef Paulo Martins (Lá em Casa) e perpetuada pelo chef Thiago Castanho (Remando do Peixe e Remanso do Bosque), um dos expoentes da gastronomia nacional. Agora, mais uma vez, essas delícias ganham os holofotes no Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, maior festival gastronômico do Norte do Brasil, realizado desde 2000 em Belém.


Chefs de diferentes nacionalidades estarão na capital para participar de uma programação inspirada em uma das principais regiões do estado: a Ilha de Marajó. Acessada por barco, trata-se da maior ilha fluviomarinha do mundo, banhada pelo Oceano Atlântico e pelos rios Amazonas e Tocantins. Ponto turístico de natureza quase intocável, a Ilha de Marajó é conhecida por seus igarapés e rebanhos de búfalos. Mas quem pisa por lá não volta sem outras memórias. É quase impossível encontrar o mar de água salobra sem arraias. Também é quase impossível comer um filé que não seja de búfala. E assim é uma das iguarias da ilha, o filé marajoara, um delicioso bife do animal que é ícone local coberto com generosa porção de muçarela, também de búfala.


Paratur/divulgacao
(foto: Paratur/divulgacao )
Esses e outros sabores poderão ser experimentados por moradores e turistas em Belém. A movimentação começa em 1º de maio, com um circuito gastronômico. Durante todo o mês, restaurantes da capital paraense apresentam pratos especialmente elaborados para o evento. No dia 23, a Feira de Produtores se instala no Shopping Boulevard, onde também serão realizadas aulas e palestras. A abertura oficial do Ver-o-Peso da Cozinha Paraense será marcada com jantar especial, dia 27. Daí até o dia 31, serão variadas atividades: visita a produtores locais, fóruns, encontros e palestras sobre a gastronomia paraense, explorando os ingredientes, a cultura e natureza da Ilha de Marajó. Para fechar, tem o tradicional Jantar das Boieiras, quando as cozinheiras do mercado que dão nome ao evento preparam as iguarias ao lado de chefs convidados.


Alguns nomes internacionais já confirmaram presença. De Portugal vem o chef Hugo Nascimento (Tasca da Esquina); do Peru, Pedro Schiafino (Malabar), e de Buenos Aires, Mariana Sebes (Escola Mause Sebess). Embaixador da gastronomia brasileira, Alex Atala participará novamente, ao lado dos chefs Ivan Achcar (Alma Cozinha, SP), Renata Cruz (Amici Buffet, SP), Flávio Miyamura (Miya, SP), Edinho Egel (Amado, BA, e Manacá, SP). Também estarão presentes os chefs Paulo Machado (Instituto Paulo Machado, MS) e Neka Barreto (Neka Gastronomia, SP). Além de provar delícias, o objetivo é valorizar a região e os ingredientes da Amazônia. O festival é uma realização do Instituto Paulo Martins, órgão criado em homenagem ao falecido chef Paulo Martins, idealizador do projeto.

 

Serviço

 

De 27 a 31 de maio, em Belém, Pará
Ingressos à venda a partir de 1º de maio
www.veropesodacozinhaparaense.com.br



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO