Uma cidade que respira cinema

por Kelly Almeida 17/03/2015 00:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Saindo de Vegas, nossa parada é Los Angeles, que para muitos é sinônimo de celebridades. De fato, a cidade respira cinema. E claro que os turistas andam pelas ruas da Cidade dos anjos com a esperança de encontrar algum artista de Hollywood. Localizada na Califórnia, é a segunda cidade mais populosa dos Estados Unidos, só perde para Nova York. Estima-se que vivam em LA 3,8 milhões de pessoas. A indústria cinematográfica hollywoodiana, sem dúvidas, chama a atenção dos visitantes. Mas Los Angeles é muito mais do que as deslumbrantes histórias retratadas nas telas. Na vida real, você visitará bons museus, andará de bicicleta na beira da praia, frequentará restaurantes maravilhosos e ainda terá a oportunidade de ver Kobe Bryant e todo o time do Los Angeles Lakers brilhando em um espetáculo que os angeleanos chamam de simples partida de basquete. Fundada há mais de 230 anos, LA tem cerca de 1,3 mil quilômetros quadrados de extensão. Em relação ao Brasil, o fuso é de sete horas a menos. Há uma grande diversidade na população, especialmente de pessoas nascidas no México, na Guatemala e na Coreia do Sul. Com a temperatura bem amena, a cidade pode ser visitada em qualquer época do ano. Entre junho e agosto, há o verão, com clima quente, ou seja, época com maior número de turistas; entre março e o começo de maio, é primavera; e de setembro a novembro, é outono. A queda da temperatura começa com a chegada do inverno, em dezembro, e vai até fevereiro. Veja algumas dicas que preparamos para sua estadia.

 

Kevork Djansezian/AFP-28/6/13
(foto: Kevork Djansezian/AFP-28/6/13 )

Calçada da fama
A visita vale pelo ponto turístico e para tirar uma foto ao lado da estrela com o nome do seu artista preferido (foto acima). Não há muito o que fazer, além de procurar a assinatura do artista e comprar suvenires nas lojinhas que ficam ao longo da calçada. Apesar de tudo isso, a Calçada da Fama é um dos grandes atrativos de turistas que vão a Los Angeles. A calçada foi inaugurada em 1950 e hoje mantém cerca de 2,5 mil estrelas com nomes dos famosos — homenagem a quem contribuiu em alguma área, a maioria delas da indústria cinematográfica. Além de cantores e atores, há nomes de atletas, jornais etc. Há muitas pessoas fantasiadas de celebridades, sendo possível trombar com “Elvis Presley” ou bater um papo com o “Homem-Aranha”. Mas vale saber: se quiser tirar foto com um deles, vai ter que desembolsar ao menos US$ 1.

 

 


Getty Center
Criado por Jean Paul Getty, um industrial americano, o museu é a maior organização cultural e filantrópica de artes visuais do mundo. Oferece centros de pesquisa, exposições, coleções de artes, esculturas, quadros, fotos. Algumas fotografias americanas e europeias são dos séculos 19 e 20. Parte das peças expostas é da coleção pessoal de Paul Getty. É bom reservar uma manhã ou uma tarde inteira para a visita. Além das obras de arte, o Getty Center tem lindos jardins, onde as pessoas relaxam, leem e se distraem com a paisagem. O complexo tem 24 hectares, um milhão de metros quadrados, 25 milhões de quilos de aço. Fica na 1.200 Getty Center Dr. Street.

Jonathan Alcorn/Reuters-14/11/14
(foto: Jonathan Alcorn/Reuters-14/11/14)

Bicicleta para Venice
Mesmo que você não seja o atleta mais assíduo das academias ou das ruas, vale a pena alugar uma bicicleta no Píer de Santa Mônica e pedalar até Venice Beach (foto acima). A viagem dura, em média, 40 minutos. É possível entregar a bike em Venice, ou seja, se estiver muito cansado, não precisa ir e voltar pedalando. Além do exercício, você vai se deliciar com o cenário, ao ponto de não saber se olha para o azul do mar, para o branco da areia ou para as pessoas se divertindo nos parques ao longo do caminho. Só não pode deixar de olhar para a frente e perder o controle da bicicleta: afinal, muitas pessoas estão fazendo o mesmo passeio que você e a ciclovia fica bem movimentada.

Letreiro Hollywood
Não tem como passar por Los Angeles e não fazer uma foto no letreiro mais famoso do mundo. Cenário de vários filmes, o ponto turístico fica em Mount Lee, no Griffith Park. Tem cerca de 15 metros de altura e pode ser visto de vários locais da cidade. É possível fazer uma caminhada de quase uma hora por dentro do parque para chegar próximo ao letreiro. Lá do alto, dá para ver toda a cidade. Use sapatos e roupas confortáveis. O letreiro escrito Hollywoodland foi inaugurado há 91 anos e seria provisório, apenas para fazer uma propaganda imobiliária de um empreendimento com esse nome. A última sílaba, porém, não resistiu a um deslizamento de terra. O restante foi mantido e hoje é uma das paradas obrigatórias para os turistas.

Partida de basquete
Esse é um dos passeios que turista nenhum pode perder. O basquete está para os americanos como o futebol para nós, brasileiros. Mas o espetáculo durante a partida é bem diferente. Em alguns momentos, o jogo parece ser o menor atrativo. A movimentação é intensa, as animadoras que assumem a quadra arrancam palmas e suspiros do público. A expectativa para aparecer no telão também é grande. Crianças e adultos fazem coreografias e muito barulho quando são flagrados pelas câmeras de transmissão. Outro momento esperado é o beijo apaixonado dos casais no telão. O público vibra com as demonstrações de amor. Terminados os intervalos e com os times de volta à quadra, o jeito é gritar e dar força para a equipe. Em Los Angeles, o Lakers é o queridinho. Se você gosta de roupas e objetos de basquete, o ginásio Staples Center, onde ocorrem as partidas, tem lojas com variedades. As mais procuradas são as peças com assinatura do astro do Lakers Kobe Bryant.


SERVIÇO
Farmers Market

633 W 3rd St
O Farmers começou em 1934 como um mercadinho improvisado para agricultores venderem seus produtos. Hoje, são mais de 100 lojas, entre restaurantes, mercearias e lojinhas para turistas. O mercado funciona sete vezes na semana. Além de jantar, é possível fazer compras. O complexo tem lojas renomadas, como Apple, MAC, GAP, Michael Kors e outras.

Gjelina
1.429 Abbot Kinney Blvd.
Um restaurante aconchegante, com varanda fresca e ótimo atendimento. Serve de frutos do mar a pato, e todos os pratos são muito bem preparados e saborosos.

WP24
900 W Olympic Blvd.
Do chef de cozinha e empresário austríaco Wolfgang Puck, o WP24 fica no alto do hotel Ritz-Carlton. O menu de jantar oferece opções de pratos com inspiração asiática. O espaço é grande e o restaurante, cercado com vidros, o que permite uma vista de toda a cidade de Los Angeles.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO