Comédia de Fernando Ceylão brinca com as neuras do mundo contemporâneo

Desesperados, que promete arrancar risadas de quem for ao Teatro Sesiminas no fim de semana. Em cartaz desde fevereiro, o espetáculo já passou por 15 cidades

por Francelle Marzano 11/08/2017 08:00
Serendipity/divulgação
Pedroca Monteiro, Pablo Sanábio e Marcus Majella encaram 40 personagens (foto: Serendipity/divulgação)

Desencontros, solidão e decepções dariam um bom texto dramático. Mas esses temas são também o mote da comédia Desesperados, que promete arrancar risadas de quem for ao Teatro Sesiminas no fim de semana. Em cartaz desde fevereiro, o espetáculo já passou por 15 cidades.

Com texto assinado por Fernando Ceylão, a peça é protagonizada por Marcus Majella, Pablo Sanábio e Pedroca Monteiro. O trio dá vida a nada menos de 40 personagens. Sanábio conta que a comédia retrata situações observadas diariamente. “Com tanta tecnologia, temos a sensação de estar perto das pessoas, mas, na verdade, existe um abismo entre elas”, observa o ator.

CAOS - Não há perucas, roupas especiais ou cenários mirabolantes. No fundo do palco está um emaranhado de cadeiras e mesas, que remete ao caos da vida contemporânea. Uma simples tarja colada no peito de cada ator identifica o personagem.

Pablo Sanábio conta que Desesperados não se limita a entreter. A peça propõe reflexões e reverbera histórias que vão além do teatro. “No final, há sempre um espectador que nos conta o quanto se identificou com alguma das histórias”, afirma.

Para o ator, rir é uma boa forma de enfrentar a crise. “Acredito que uma das saídas para situações ruins é ter humor, é não levar tudo tão a sério. Vale a pena tirar sarro de nós mesmos”, conclui Pablo Sanábio.

DESESPERADOS
De Fernando Ceylão. Com Marcus Majella, Pablo Sanábio e Pedroca Monteiro. Sábado (12/8), às 21h, e domingo (13/8), às 18h. Teatro Sesiminas, Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, (31) 3241-7181. Plateia 1: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada). Plateia 2: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO