Quatroloscinco festeja seus 10 anos com seis peças do repertório

Criado em 2007, o grupo investe numa dramaturgia autoral e de interação com o público

por Márcia Maria Cruz 20/07/2017 08:00
José Jr./Divulgação
Quatroloscinco é formado por Maria Mourão, Marcos Coletta, Assis Benevenuto, Rejane Faria e Italo Laureano (foto: José Jr./Divulgação)

Em comemoração à primeira década de fundação, o Grupo Quatroloscinco reapresenta os seis espetáculos autorais do repertório. A temporada comemorativa começa nesta quinta (20) com É só uma questão de formalidade (2009), às 21h, no Teatro de Bolso do Sesiminas no Bairro Santa Efigênia, na Região Leste de Belo Horizonte. Logo depois, o grupo lança o livro Fauna, com texto de 2016. “Completar 10 anos fazendo teatro independente e questionador significa muito para a gente e para a cidade. Gostaria de estar, nesta data, com várias pessoas que foram importantes para nós”, afirma o ator e dramaturgo Assis Benevenuto. 

Durante toda a programação, o grupo convida para bate-papo artistas, como Thálita Motta, Cris Moreira, Eid Ribeiro, Raysner de Paula, Rita Clemente, Lenine Martins, Grupo Armatrux e Toda Deseo. Formado por Maria Mourão, Rejane Faria, Marcos Coletta, Italo Laureano e Assis, o grupo buscou linguagem dramatúrgica própria. “Acontece naturalmente. O grupo foi criado em 2007, quando havia desejo de atores e atrizes de escreverem textos a partir de seus pontos de vista. Vimos vários empoderamentos nessa década”, afirma. 

Não só criaram textos autorais, como tiveram o cuidado de publicá-los. É só uma formalidade e Outro lado (2011) foram publicados, conjuntamente, pela revista carioca especializada em teatro Questão de Crítica. Get out! (2013), Humor (2014) e Ignorância (2015) saíram pela Javali “Não que a gente não possa dizer o texto de alguém, mas queremos criar o nosso”. Durante as comemorações, também será apresentado o espetáculo Litoral, para o qual o Quatroloscinco foi convidado pelo Cefart (Centro de Formação Artística e Tecnológica) da Fundação Clóvis Salgado para dirigir.

 A dramaturgia resulta de construção coletiva. “Nasce do diálogo de todo mundo do grupo. Eu e Marcos Coletta escrevemos para outras companhias, mas no grupo podemos experimentar na radicalidade. Como é o nosso grupo, não precisamos seguir muitas regras”, afirma Assis.  Fauna estreou no ano passado e o grupo propôs forma diferente do que vinha sendo feito nos outros espetáculos. A peça maximiza o jogo entre atores, atrizes e o público. “Precisamos do público para acontecer. É uma peça-conversa que fala das relações dos seres humanos, não só como seres culturais, mas como espécie. A gente pode acabar.”

O dramaturgo também está à frente da editora Javali que lançou na quarta (19) o volume Dramaturgia de Belo Horizonte: primeira antologia. “O teatro feito na cidade merece várias antologias. Essa é a primeira. Não queremos fechar nada”, diz. Ao selecionar textos dos anos 1960 aos 2000, teve visão panorâmica sobre o teatro feito na capital. “A cidade começou rompendo os estigmas do modelo clássico do teatro aristotélico”, afirma. O teatro feito é muito político. “Percebemos um engajamento ético e estético grande.” 
 
PROGRAMAÇÃO
 
É só uma formalidade, direção e dramaturgia de Ítalo Laureano, Marcos Coletta, Rejane Faria e Sérgio Andrade, de quinta (20) a sábado, às 21h, e domingo, às 19h, no Teatro de Bolso Sesiminas (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia). Ingressos na bilheteria: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia).  Hoje, depois do espetáculo no mesmo teatro, lançamento do livro Fauna (Editora Javali). Telefone: (31) 3241-7168.  Acesse a programação completa no www.quatroloscinco.com
 
Get out!, direção Assis Benevenuto, 25 e 26 de julho e 1º de agosto às 21h. No Teatro de Bolso Sesc Palladium (Avenida Augusto de Lima, 420 - Centro). Ingressos na bilheteria: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia). Telefone: (31) 3270-8100

Humor, direção de  Assis Benevenuto, Italo Laureano, Marcos Coletta, Rejane Faria, de 27 a 29 de julho às 21h e 30 de julho às 19h no Teatro Marília (Avenida Professor Alfredo Balena, 586). Ingressos: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia). Telefone: (31) 3277-4697
 
Outro lado, direção Assis Benevenuto, Ítalo Laureano, Marcos Coletta e Rejane Faria, de 3 a 5 de agosto (quinta a sábado) às 21h, 6 de agosto (domingo) às 19h na Funarte (Rua Januária 68). Ingresso: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia). Telefone: (31) 3213-3084
 
Fauna, direção de Italo Laureano, 9 a 12 (quarta a sábado) às 21h e 13 de agosto (domingo) às 19h na Funarte (Rua Januária 68). Ingressos 1 hora antes na bilheteria: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia). Telefone: (31) 3213-3084
 
Litoral, direção de Assis Benevenuto, Italo Laureano, Marcos Coletta e Rejane Faria, 16 a 19 de agosto (quarta a sábado) às 20h e 20 de agosto (domingo) às 19h. No Teatro João Ceschiatti - Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537- Centro). Ingressos: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)
 
Ignorância, de Marcos Coletta e Assis Benevenuto, de 23 a 26 de agosto (quarta a sábado) às 21h e 27 de agosto (domingo) às 19h, na Funarte (Rua Januária, 68). Ingressos 1 hora antes na bilheteria: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia). Telefone: (31) 3213-3084. Acesse a programação completa no www.quatroloscinco.com.
 
Confira as fotos dos espetáculos

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO