Intervenção urbana pendura pessoas e lixo sobre o Ribeirão Arrudas

Objetivo do espetáculo que integra o festival Palco Giratório é chamar a atenção do público sobre a relação com o meio ambiente

por Guilherme Paranaiba 28/06/2017 10:44
As pessoas que passaram pela Avenida dos Andradas na manhã desta quarta-feira levaram um susto ao se depararem com duas pessoas e um monte de lixo pendurados em uma rede na passarela da Estação Santa Tereza do metrô, Região Leste de Belo Horizonte, sobre o Ribeirão Arrudas.


A intervenção artística batizada de “Dilúvio MA” faz parte da programação da 20ª edição do Palco Giratório, festival que leva espetáculos teatrais às ruas e também a espaços fechados para todo o Brasil, com programação gratuita. Na edição de 2017, Belo Horizonte e outras sete cidades mineiras recebem as atrações.

A curadora do festival em Minas, Carol Fescina, explica que a obra Dilúvio MA, da Ecopoética de Porto Alegre (RS), pela primeira vez saiu do Rio Grande do Sul e o resultado esperando foi alcançado, pois deixou as pessoas muito impactadas com a intervenção.

“Os artistas mostram uma relação muito forte com o meio ambiente. O objetivo é chamar a atenção para a necessidade de cuidar desse ambiente. E a obra está em cima do Ribeirão Arrudas, que é um lugar que a gente passa diariamente sem olhar pra ele, mas que é um esgoto a céu aberto”, afirma a curadora.


Carol também conta que a performance dos artistas que estão dentro da rede é totalmente desacelerada, representando um contraponto ao ritmo acerelado da cidade em sua rotina. “Tivemos muitas pessoas impactadas. Não teve uma pessoa que estava fazendo caminhada na pista da Avenida dos Andradas e não diminuiu o ritmo para observar a intervenção”, diz ela. A encenação começou às 7h e foi desmontada às 10h da manhã de hoje.

Os espetáculos previstos na programação do Palco Giratório vão até domingo em Belo Horizonte e depois também acontecem em Araxá, Poços de Caldas, Uberaba, Uberlândia, Montes Claros, Contagem e Almenara. As informações podem ser obtidas pelo site www.sescmg.com.br/palcogiratorio.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO