Após campanha para arrecadar recursos, Cia Teatro Adulto apresenta monólogo

'Coisas boas acontecem de-repente', que estreou em setembro, será encenada neste fim de semana no Espaço Pierrot Lunar

por Ana Clara Brant 17/11/2016 13:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Fausto tem apenas 8 anos e é daqueles meninos que vira e mexe soltam uma pérola. Um dia, quando viu a mãe, a cantora e artista visual cearense Karine Alexandrino, meio triste e pra baixo disse a ela: "Mamãe, não fique assim. Tudo vai melhorar porque coisas boas acontecem de repente".

Catarina Paulino/Divulgação
A atriz Cynthia Paulino estrela o monólogo 'Coisas boas acontecem de-repente' (foto: Catarina Paulino/Divulgação)
 

O ocorrido foi logo compartilhado por Karine em suas redes sociais. Foi ali que nasceu o nome da mais nova peça da Companhia Teatro Adulto. "Eu já estava naquela angústia de não fazer nada há muito tempo e foram os textos que a Karine Alexandrino escreve nas redes sociais que me inspiraram a criar esse espetáculo. Ela é muito confessional e altamente teatral. Entrei em contato com ela que foi super-receptiva. Quando vi esse post sobre o Fausto eu achei que era o nome ideal para a produção", conta a atriz, diretora e dramaturga Cynthia Paulino, uma das integrantes do grupo que também conta com o ator Luiz Arthur.

 

Coisas boas acontecem de-repente, que será encenado de sexta (18) a domingo (21) hoje a domingo, na sede da companhia Pierrot Lunar, na Floresta, tem texto de Cynthia com livre adaptação de manifestos, entrevistas, músicas e textos de Karine, também conhecida como a "Mulher Tombada".

 

A peça - que é um mergulho criativo da atriz que não subia aos palcos desde 2011 - é um monólogo que fala sobre a mulher que ela é hoje, como se fosse uma conversa na frente do espelho. "Eu já alimentava essa vontade de voltar de atuar há algum tempo, mas não estava com paciência para muita gente. E foi legal estar sozinha. Me trouxe uma energia e uma vitalidade impressionante", destaca Cynthia Paulino, que além do texto e da direção, assina o cenário e a trilha sonora.

 

Chá de peça
O nome da produção foi mais do que apropriado. Realmente coisas boas aconteceram. Para poder montar o espetáculo, Cynthia - que interpreta a personagem Mamacy - realizou uma série de ações para arrecadar dinheiro. Rifas, festas e até um "chá de peça" em que amigos artistas se revezaram em apresentações realizada no Espaço Pierrot Lunar.

 

"A história do chá foi muito bacana porque como é uma peça que é inspirada em diálogos, achei que seria bacana a gente reunir para conversar e ao mesmo tempo conferir algumas apresentações. Eu acabei me surpreendendo com o resultado e com o carinho. Conseguimos arrecadar cerca de R$ 2 mil. Mesmo em tempos de crise, a gente consegue ver como as pessoas querem ajudar. É no caos que acabamos encontrando o equilíbrio", celebra.

 

A estreia de Coisas boas acontecem de-repente aconteceu no fim de setembro na Sala João Ceschiatti. A mini-temporada deste fim de semana é uma celebração dos 20 anos do documentário da Cia Pierrot Lunar. "A Karine Alexandrino não conseguiu ver o espetáculo ainda, mas mandamos um vídeo pra ela. Ainda vou fazer duas apresentações até o fim do ano com este solo e quem sabe ela não consegue vir. Brinquei que ela escreve tanto que já estou tendo ideias para um Coisas boas acontecem de-repente. Quem sabe não vinga mesmo?", anseia.


Coisas boas acontecem de-repente, com Companhia Teatro Adulto. Sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h, no Espaço Aberto Pierrot Lunar (Rua Ipiranga, 137, Floresta. (31) 2514 0440). Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia). Podem ser adquiridos 1 hora antes da apresentação, na bilheteria do Espaço. Promoção: Quem for de bike, paga meia-entrada!


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO