Ator e diretor mineiro Elvécio Guimarães morre aos 82 anos

Artista foi um dos pioneiros do teatro em Belo Horizonte. Elvécio trabalhou na TV Itacolomi e foi professor na Fundação Clóvis Salgado

por Estado de Minas 31/07/2016 10:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maria Tereza Correia/Estado de Minas - 25/09/2003
Elvécio sofria de enfisema pulmonar. O último trabalho dele foi a narração de vídeos da série Travessia, do Estado de Minas (foto: Maria Tereza Correia/Estado de Minas - 25/09/2003)

Faleceu na madrugada deste domingo o ator e diretor Elvécio Guimarães, um dos principais nomes do teatro mineiro. O artista, que tinha 82 anos, sofria de enfisema pulmonar. O velório acontece no Cemitério do Bonfim desde as 10h. O sepultamento está marcado para as 16h.

Elvécio trabalhou na TV Itacolomi e posteriormente participou de mais de cem espetáculos teatrais como ator e diretor. Ele foi um dos responsáveis pela criação da Escola de Teatro do Centro de Formação Artística (Cefar) do Palácio das Artes, onde trabalhou como professor. O artista foi chamado de mestre por pelo menos três gerações de artistas de Minas Gerais.

A dedicação ao teatro e à organização do setor artístico-cultural mineiro o levou à Secretária de Estado da Cultura, em 1990, cargo que exerceu durante um ano.

O último trabalho de Elvécio foi a locução de vídeos da série Travessia, do Estado de Minas, que homenageou os 60 anos da obra Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa. O ator participou do especial lendo trechos do clássico.

Confira os vídeos com narração de Elvécio:



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO