Marcelo Mimoso revive a obra de Luiz Gonzaga em musical

'Gonzagão - A lenda' será apresentado na noite desta sexta-feira, na Praça da Estação

por Ana Clara Brant 01/07/2016 08:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcelo Rodolfo/divulgação
(foto: Marcelo Rodolfo/divulgação)
Luiz Gonzaga (1912-1989) sempre fez parte do universo do carioca Marcelo Mimoso. De quatro anos para cá, essa relação se intensificou. Por obra do destino, o ator e cantor foi escolhido para interpretar o Rei do Baião no musical Gonzagão – A lenda.

“Como sou filho de acordeonista, o forró e seus representantes Dominguinhos, Jackson do Pandeiro e Gonzagão estão presentes na minha vida desde pequeno. Quando fui selecionado para interpretá-lo, nunca tinha visto uma peça de teatro, só para você ter ideia. Foi por acaso que o diretor João Falcão me ouviu tocando numa casa na Lapa. Tenho muito a agradecer ao Gonzaga. Brinco que ele tem dado emprego para muita gente”, celebra.

Hoje à noite, o premiado espetáculo está de volta a Belo Horizonte, em apresentação com entrada franca, na Praça da Estação. Patrocinado por uma empresa, o projeto faz parte do circuito que teve início em dezembro de 2013, quando o musical foi levado pela primeira vez a Exu, no interior de Pernambuco, terra natal de Luiz Gonzaga. Cinco mil pessoas acompanharam aquelas duas exibições.

“Foi maravilhoso encenar não só em Exu, mas em todo o Nordeste. Apresentação a céu aberto traz outra energia e tem tudo a ver com o Gonzagão. Ele era um artista do povo. Particularmente, até prefiro fazer em palco aberto, pois a gente se sente mais livre. É mais verdadeiro e original”, afirma Marcelo.

O musical, embora não seja propriamente uma biografia do artista, remete à sua trajetória, além de ressaltar a cultura nordestina. Os clássicos Cintura fina, O xote das meninas, Qui nem jiló, Baião, Pau-de-arara e, claro, Asa branca integram o repertório.

Marcelo Mimoso se impressiona com a diversidade da obra de Gonzagão. “Ele tinha mais de 400 composições. À medida que fui descobrindo aquilo tudo, fiquei mais fã. Depois desse musical, passei a cantar suas canções com ainda mais sentimento”, ressalta ele, que planeja gravar algo do autor de Asa branca em seu primeiro disco solo, com lançamento previsto para este ano.

“Infelizmente, a peça vai sair de cartaz depois de quatro anos de turnê. Mas o Gonzaga fez, faz e vai continuar fazendo parte da minha carreira. Aliás, não só da minha vida, mas da vida de todos os brasileiros. Daqui a 50, 100 anos, as pessoas ainda vão escutar o Gonzagão”, conclui.

GONZAGÃO – A LENDA
Texto e direção: João Falcão. Com Marcelo Mimoso, Lu Vieira, Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Eduardo Rios, Fábio Enriquez, Paulo de Melo, Renato Luciano e Ricca Barros. Músicos: Beto Lemos, Daniel Silva, Rick De La Torre e Rodrigo Marchevsky. Hoje, às 20h. Praça da Estação, Centro. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TEATRO