Em entrevista, ex-BBB Marcos Harter critica Emily Araújo e cita Temer

Para o médico, a produção da Globo acertou ao expulsá-lo do reality show, mas errou ao não mostrar os bastidores do caso de agressão

por Estado de Minas 02/08/2017 09:14
Record TV/Reprodução
Marcos Harter concede entrevista para Fábio Porchat. (foto: Record TV/Reprodução)
Quatro meses após ser expulso do Big Brother Brasil 17, Marcos Harter concedeu nesta terça-feira, 1º, uma entrevista a Fábio Porchat em seu talk show, na Record TV. Ao ser questionado sobre a polêmica envolvendo sua ex-namorada, Emily Araújo, o cirurgião plástico criticou a conduta da jovem, que venceu a edição do programa da TV Globo. 

''Teve um momento em que o dinheiro falou mais alto, pra ela'', disse, sobre o fato de Emily ter confimado que foi vítima de uma agressão. Na visão dele, tudo não passou de um ''acidente''. ''Teve um momento em que saí da linha. Não teve agressão física. Segurei do mesmo jeito que ela me segurava. Quando saí do programa, tinha muitas marcas de unha'', afirmou. 

Apesar disso, ele reconhece que as imagens da cena, na qual Marcos aparece colocando o dedo na cara de Emily e a imbolizando com seu corpo contra a parede, são impressionantes. ''Realmente é pesada a cena. E a Globo teve que tomar uma iniciativa'', admite. 
 
Para ele, a direção do programa acertou ao expulsá-lo, sob acusação de agressão, mas errou em não mostrar os bastidores do que ocorreu depois. Ele se disse ressentido pela emissora não ter exibido o testemunho de Emily sobre o caso. ''A Rede Globo mostra a gravação do Temer. Por que não mostra a da Emily?'', questionou. 

''Aquilo não pode definir a minha conduta aqui fora'', disse, depois de rejeitar a pecha de machista. ''Jamais'', respondeu, argumentando em sua defesa que tem uma sócia mulher.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV