Datena relembra caso de crack dentro de casa em programa

'Sinto o cheiro da droga até hoje', desabafou o apresentador durante o 'Brasil Urgente', da Band, nesta sexta-feira

por Estado de Minas 26/05/2017 19:07

Reprodução/Twitter
Datena não citou nomes, mas afirma que aconteceu dentro de sua casa (foto: Reprodução/Twitter)
José Luiz Datena comentou sobre um passado particular e sombrio no programa do Brasil Urgente, da Band, desta sexta-feira, 26. O apresentador relembrou a época em que uma pessoa próxima entrou para o mundo das drogas e se tornou viciado em crack. Ele não citou nomes, mas afirmou que aconteceu dentro de sua própria casa.

 

Datena relembrou o caso após apresentar uma ex-usuária de crack, Desirré, que largou o mundo das drogas graças ao apoio do apresentador.

 

"Eu perdi muito dinheiro, porque não tive cabeça para cumprir contratos e paguei caro por isso. Mas o dinheiro que eu perdi na minha vida, não é nada comparado ao que o senhor Deus, Jesus Cristo, me deu em relação a essa maldita droga, que é o crack. Eu sinto o cheiro dela até hoje. Eu sei o que ela representa, eu sei que ela transforma um ente querido seu em nada, numa autêntica ausência de emoções. E as pessoas realmente deixam de ser o que são, pessoas de caráter, carinhosas, fantásticas e inteligentes, em sua maioria, e não sabem quem mais são, não tem discernimento para irem a lugar nenhum, a não se para usarem essa pedra e cometerem crimes. Isso é terrível", desabafou o apresentador, que ainda cituou sobre sua experiência profissional. "Eu estou apresentando programas policiais há 20 anos e sempre soube o que comentava, porque vivi um problema dentro da minha casa", finalizou. 

 

A mulher vem de uma família da classe média, da zona leste de São Paulo, fez intercâmbio de 6 anos em Londres e trabalhou no jornal O Estado de S. Paulo.

 

A equipe do Brasil Urgente a encontrou na cracolândia, e Datena pediu que alguma clínica a ajudasse. Ela foi internada com consentimento, mas recaiu depois que saiu pela primeira vez do tratamento. Tempos depois, Desirré voltou para a clínica e disse estar "limpa" desde o dia 12 de janeiro de 2012. Atualmente, ela trabalha na Secretaria Estadual de Assistência Social, ajudando outros dependentes químicos. Desirré preparou um bolo de agredecimento para Datena e sua equipe.  

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV