Emilly Araújo, do 'BBB17', revela ter sofrido bullying na infância

A ex-BBB, que ficou conhecida por sua autoestima durante passagem pelo reality, admitiu que desenvolveu tal virtude como uma forma de proteção

por Estado de Minas 25/04/2017 09:32
Rede Globo/Reprodução
Emilly revela ter sofrido bullying na infância. (foto: Rede Globo/Reprodução)
Emilly Araújo, vencedora do Big Brother Brasil 17, ficou conhecida por dar uma aula de autoestima durante o reality. A gêmea, no entanto, explica que desenvolveu tal virtude como uma forma de proteção. ''Começou quando as pessoas mais me botavam defeito e apontavam o dedo. Então eu só tinha minha família e eu para dizer para mim: 'não, tu é boa, tu é bonita, tu brilha, tu é feliz, teu sorriso é lindo, teu olho é lindo, teu cabelo é lindo''', disse ela em entrevista ao GShow, divulgada nesta segunda-feira, 24. 

Emilly passou 76 dias dentro da casa do BBB17 e venceu o reality em final contra Ieda e Vivian. E apesar de se recusar a demonstrar suas fraquezas durante a estadia, conta que sofria bullying na infância. ''Tinha mais gente me apontando do que falando coisas boas: 'Teu cabelo é ruim, tu é magricela, horrorosa'. Eu cheguei em um momento que eu vou falar coisas boas, eu vou me amar em primeiro lugar'', disse a gaúcha, que ainda brincou com seu signo: ''Eu sou leonina também né''

A partir disso, Emilly deu dicas de como conquistar a autoconfiança. ''Se olha no espelho, olha o teu cabelo, olha o teu rosto, olha o teu corpo e diz: 'Eu sou toda linda, eu mereço o melhor, eu só quero o melhor'. Não aceita menos que isso porque tu é boa. Não escuta o que os outros estão dizendo e diz assim: 'Eu sou boa, se você está se sentindo incomodado com isso, seja bom também. Não venha apontar o dedo para mim não''', ensinou a gêmea
 
Na última semana, após o ex-BBB Marcos Harter ser indiciado por agressão, episódio que o eliminou da disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão, Emilly afirmou não guardar mágoas do médico. ''Desejo tudo de bom para ele e quero que seja feliz, assim como eu estou feliz. Não tenho mágoas. O que aconteceu na casa ficou na casa. Sou grata a tudo que ele fez por mim, mas, no momento, estou focada nos meus planos de ser atriz''. 

A campeã também revelou que seu primeiro milhão está ajudando a família a construir uma vida melhor. ''Meu pai trabalhava como técnico mecânico e sustentava a casa ganhando salário de menos de R$ 2 mil. Nunca passei fome, mas tivemos uma vida dura. Somos pobres. Tanto que comecei a trabalhar com 16 anos como vendedora e sempre estudei em escola pública''. Ela, sua gêmea Mayla, uma irmã mais velha, o pai e um sobrinho de quatro anos já deixaram a cidade do Mato Grosso do Sul e se mudaram para o Rio de Janeiro. Atualmente, Emilly fatura cerca de R$ 20 mil por presença VIP em festas. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV