Ana Paula Renault comenta expulsão de Marcos

Ex-participante do 'BBB', jornalista mineira disse que produção demorou demais para tomar decisão

por Estado de Minas 12/04/2017 09:57
Ana Paula Renault, participante expulsa do "BBB" 16 por dar dois tapas no rosto de Renan, seu colega de confinamento, comentou a eliminação de Marcos da atual edição do programa. O médico saiu do reality nesta segunda-feira, 10, após ser acusado de agredir Emilly, sua namorada. A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) abriu um inquérito para investigar o caso.
Tv Globo/Divulgação
A mineira Ana Paula também foi expulsa de uma edição do BBB (foto: Tv Globo/Divulgação)

"Eu acredito que a produção esperou até demais para expulsar o Marcos. Mesmo que não tenhamos visto uma agressão física de fato, existem diferentes tipos de abuso. E estava claro que o relacionamento deles era abusivo. Não foi uma briga, foram várias, inclusive com outras pessoas que não a Emilly. Não dava para esperar acontecer algo mais grave", declarou Ana em entrevista à jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Ana Paula ainda ressaltou que a sua expulsão do jogo não foi parecida com a de Marcos. "No Twitter as pessoas falam que eu não tenho moral para criticar, mas o que aconteceu comigo foi completamente diferente. Minha intenção não era bater, era fazer um escárnio. Não fui agressiva. É claro que não me considero certa, posso ter invadido o limite do Renan", justificou.

A ex-"BBB" atribuiu ao fanatismo das torcidas o fato de o médico ter permanecido na casa no paredão contra Marinalva, mesmo depois das briga com Emilly. "O problema do fanatismo é que ele cega as pessoas. Eles não enxergaram que a coisa não estava caminhando bem. O bom é que tudo isso vai ajudar a divulgação desse assunto, a falarmos sobre os tipos de agressão e alertar as mulheres que passam por isso.

Sobre o comportamento de Emilly na casa justificar as atitudes de Marcos, Ana Paula Renault foi taxativa em dizer que as coisas não devem se misturar. "Eu não gosto da Emilly de forma alguma. Ela é uma das participantes de quem eu menos simpatizei. Não me relacionaria com ela aqui fora, mas nada justifica o abuso. Acho que ela é complicada, mimada e desmerece os outros,  mas não explica o Marcos ter chegado ao ponto que chegou", afirmou a mineira.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV