Presidente colombiano: Escobar não deveria ser exaltado em 'Narcos'

"Pablo Escobar era um assassino, que não merece, em nenhuma circunstância e de nenhum ponto de vista, ser exaltado como um herói", afirmou Juan Manuel Santos

14/12/2016 15:09
Alberto E. Rodriguez/Getty Images/AFP
O ator brasileiro Wagner Moura é o intérprete de Escobar na série da Netflix (foto: Alberto E. Rodriguez/Getty Images/AFP)
O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, assinalou nesta quarta-feira, na Espanha, que Pablo Escobar não deveria ser exaltado como herói, em referência à série Narcos, produzida pela Netflix.

"Pablo Escobar era um assassino, que não merece, em nenhuma circunstância e de nenhum ponto de vista, ser exaltado como um herói", afirmou à rádio espanhola Onda Cero, referindo-se a uma enorme propaganda da produção televisiva exposta no centro de Madri.

Santos se encontra na Espanha, em um giro pela Europa após ter recebido seu Prêmio Nobel da Paz.

O cartaz situado perto da Porta do Sol, o coração da capital espanhola, mostra o narcotraficante Pablo Escobar, vivido por Wagner Moura, junto ao slogan "Oh, Natal Branco", em clara referência à cocaína.
Reprodução/Twitter
"Oh, Natal Branco" (foto: Reprodução/Twitter)

A chanceler colombiana María Ángela Holguín reclamou a retirada do cartaz junto à prefeitura de Madri pela imagem negativa que oferece do país.

Uma porta-voz governamental declarou que não há previsão de retirar a propaganda cuja mensagem, segundo ela, não faz apologia do consumo de drogas.

"Como produção, é uma série muito boa. Acontece que nós, colombianos, vivemos o drama Pablo Escobar e sofremos com essa recordação de um homem que mandou matar milhares de pessoas", destacou Santos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV