'Mulher demais pra mim', diz Bruna Marquezine sobre Beatriz de 'Nada será como antes'

Aos 21 anos, a atriz comenta que a personagem da nova série global é uma oportunidade de sair de sua zona de conforto

por 09/10/2016 11:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Estevam Avellar/Globo
(foto: Estevam Avellar/Globo)
Bruna Marquezine não tem do que reclamar. Aos 21 anos, a atriz já conquistou uma posição de destaque dentro da televisão, onde começou sua carreira em 2003, na novela Mulheres apaixonadas. Mas é agora, na série Nada será como antes, exibida às terças-feiras, após A lei do amor, na Globo, que Bruna vive seu papel mais ousado. Na pele de Beatriz, estrela em ascensão na fictícia TV Guanabara, ela teve alguns conflitos internos para viver essa moça sem pudores. À frente de seu tempo, a personagem se envolve ao mesmo tempo com os irmãos Otaviano (Daniel de Oliveira) e Julia (Letícia Colin).

“Achava que a Beatriz era mulher demais pra mim, que talvez não conseguisse representá-la. As referências para a personagem são pessoas como Leila Diniz e Marilyn Monroe, figuras que admiro muito. Pensava que não tinha experiência de vida para fazer alguém como ela, que, apesar de ter mais ou menos a minha idade, é bem mais mulher”, confessa Bruna.

Na série de Jorge Furtado, Guel Arraes e João Falcão, a atriz tem a oportunidade de ir além da imagem que os telespectadores tinham dela e cultivada em papéis mais românticos, como a Mari de I love Paraisópolis. No entanto, Bruna não vê Nada será como antes como divisor de águas em sua carreira. Para ela, o papel da dançarina de boate que se torna atriz foi estimulante, mas representa apenas mais um degrau em sua profissão.

“Encaro a carreira de um ator como um caminho contínuo. Não vejo como uma divisão. É um novo passo. O público nunca me viu dessa maneira. Aliás, nunca me vi desse jeito até hoje, o que é muito interessante. É uma chance muito boa de sair dessa zona de conforto da mocinha”, afirma.

Em Nada será como antes Bruna faz parte de um polêmico triângulo amoroso. Após todo o burburinho envolvendo a relação entre os três em cena, a atriz conta que o romance entre Beatriz e Julia ficará apenas sugerido. Assim, nenhuma sequência mais ousada entre as duas será explorada.

Porém, mesmo com essa sutileza, Bruna teve alguma cenas mais quentes com Daniel de Oliveira. Para a atriz, a equipe da série e a direção de José Luiz Villamarim foram fundamentais para que ela se sentisse confortável no set de gravação. “Todas as cenas foram feitas com muita delicadeza, muito cuidado. Não me senti desconfortável em nenhuma das gravações por causa da equipe. É necessário usar o tapa-sexo, mas não teve nenhuma dublê de corpo”, conta.

PRIVACIDADE Na trama, Beatriz é filha de Odete (Cássia Kis), empregada doméstica do interior que sofre humilhações dos patrões até ser resgatada pela moça e levada para morar com ela após a fama. O encontro cênico com Cássia foi enriquecedor para Bruna, que não economiza nos elogios à mãe na ficção. “Ela é uma pessoa iluminada, que tem muito a dizer e a ensinar. É tão bom você encontrar alguém que está disposto a fazer o seu melhor, mas também ajudar você a ser o melhor também. Desde o nosso primeiro encontro surgiu um carinho quase que instantâneo”, diz.

Assim como na ficção, na vida real Bruna é uma atriz famosa. Por conta disso, ela já está acostumada aos olhos atentos das pessoas em cima de sua vida. No entanto, se esforça para não permitir que nada invada sua privacidade. Por isso, explica sua postura de não falar sobre o craque Neymar, com quem já teve um relacionamento. “Não me irrita esse interesse pela minha vida. Apenas tento entender e me preocupar pouco com isso. O que tenho de interessante para dividir com as pessoas é o meu trabalho”, conclui.

Frenesi

Na semana passada, uma cena de sexo entre Bruna Marquezine e Daniel de Oliveira na minissérie da Globo repercutiu de forma avassaladora na internet. A gravação de poucos segundos mostra o momento íntimo dos personagens Beatriz e Otaviano, enquanto Júlia (Letícia Colin) espia atrás da porta. A emissora acionou a Justiça, conseguiu retirar o vídeo do ar e quer punir os responsáveis pelo vazamento do vídeo.

INESQUECÍVEIS  Alguns personagens vividos pela atriz

Seu primeiro papel de destaque foi como Salete, em Mulheres apaixonadas


Em América, em que interpretou Flor, contracenou com Neuza Borges, que fazia o papel de Diva


Na trama Em família, marcou presença com Luiza e era filha de Helena (Júlia Lemmertz)


Em I love Paraisópolis viveu sua primeira protagonista (Mari), com Alexandre Borges (Juju)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV