Final da novela 'Velho Chico' está indefinido após morte de Domingos Montagner

Autor Benedito Ruy Barbosa diz que "não há como remediar" morte dep ator, intérprete do protagonista. Sem imagens de Santo, capítulo de quinta teve audiência recorde

por Ana Clara Brant 17/09/2016 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
REDE GLOBO/REPRODUÇÃO
Domingos Montagner ao lado de Camila Pitanga e Gabriel Leone. Imagem foi divulgada pela Globo como sendo o último registro do ator nos bastidores de gravação da novela, em Sergipe, na quinta (foto: REDE GLOBO/REPRODUÇÃO )

A novela Velho Chico (Globo, 21h) termina no dia 30 de setembro. Embora muito material já esteja gravado, como as cenas no Nordeste, faltam finalizações nos estúdios da Globo no Rio de Janeiro. A emissora tem capítulos prontos para exibir até terça-feira (20). O que vai ocorrer a partir de quarta ainda não foi definido, nem mesmo o desfecho do protagonista Santo, personagem de Domingos Montagner, que morreu afogado no Rio São Francisco anteontem, num momento de folga das gravações. A última cena mostraria o sertanejo da família dos Anjos contemplando as águas do rio, durante um pôr do sol, ao lado da família.

Bastante emocionado, Benedito Ruy Barbosa, autor da trama, contou à colunista Patrícia Kogut, de O Globo, que ainda não sabe o que vai fazer com o personagem. Uma coisa é certa: quer homenagear o ator. “Não há como remediar. Vou me reunir com meu neto (Bruno Luperi, coautor da história) e com o diretor Luiz Fernando Carvalho para discutirmos. Quero homenageá-lo. Ainda não imaginei nada, mas o coração é que vai falar na hora de escrever. Temos que pensar na novela, mas a hora agora é de pensar nessa grande pessoa que foi o Domingos”.

Após a morte de Montagner, a Globo decidiu paralisar as gravações em Sergipe, que iriam até amanhã. De acordo com o site Notícias da TV, a emissora pretende retomar as gravações no domingo, esperando que a equipe já tenha se recuperado do choque.

Dias antes de morrer, Montagner gravou um vídeo ao lado dos colegas Camila Pitanga, intérprete de seu par romântico, Tereza, e de Gabriel Leone, que encarna seu filho Miguel, no qual agradece a oportunidade de trabalhar na produção e elogia o povo nordestino. “Nossa derradeira viagem de gravações de Velho Chico, encerrando esse épico maravilhoso cheio de amor, de emoção, de carinho, de amizade... Olha a família”, disse o ator, abraçado a Gabriel e Camila.

CAPÍTULO SOMBRIO
Por uma infeliz coincidência, no dia em que o protagonista de Velho Chico morreu após mergulhar no mesmo rio que serve de cenário e inspiração para a novela, a TV Globo exibiu um capítulo um tanto sombrio. Uma tomada aérea do São Francisco abriu o episódio da noite de quinta (15). Logo em seguida, surge o Gaiola Encantado, a embarcação fantasma que carrega as almas através do São Francisco. Nele está Martim (Lee Taylor), que foi assassinado e ainda não sabe que está morto.

A cena segue com a matriarca da família Sá Ribeiro, Encarnação (Selma Egrei), indo atrás do barco e se jogando nas águas. A senhora de 100 anos quase se afoga, mas é salva pelo bisneto Miguel. Santo não apareceu no capítulo, que se encerrou com uma singela homenagem ao ator. No fim, os créditos rolaram em silêncio. O episódio bateu recorde de audiência. A novela chegou a registrar 35,2 pontos na Grande São Paulo. Foi o maior ibope da trama desde a estreia, em 14 de março (35,4), e apenas a segunda vez que a produção ultrapassou a casa dos 35 pontos. Nos últimos dias antes da morte de Montagner, a novela vinha registrando entre 28 e 31 pontos. Cada ponto no Ibope equivale a 69,4 mil domicílios na Grande São Paulo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV