Final de temporada de Game of Thrones revela origem de Jon Snow

Caminhando para o desfecho, a penúltima temporada estreia em abril de 2017

por Diário de Pernambuco 27/06/2016 11:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
HBO/Divulgação
Com 69 minutos, episódio foi o mais longo da série (foto: HBO/Divulgação)

Fora a expectativa que todo início de temporada traz, o sexto ano de Game of thrones chegou também com certa apreensão por parte dos fãs: seria a primeira vez em que a série da HBO ultrapassaria o ponto onde a história se encontrava nos livros da As crônicas de gelo e fogo, a base do programa de TV. E pela mais recente leva de episódios, incluindo a season finale exibida na noite do dia 26,  nota-se que o distanciamento dos romances escritos por George R.R. Martin fez bem ao programa.

Se você não viu o episódio final da temporada, recomendamos que não prossiga a leitura, pois teremos spoilers.


Mesmo sem ter cenas de batalha, a season finale teve sua cota de sangue derramado, com mortes de importantes personagens. Enquanto a temporada passada foi de desgraça para Cersei (Lena Headey), a Lannister consegue sua vingança explodindo o Grande Septo, bem no dia do seu julgamento, com barris de fogovivo escondidos embaixo da edificação.

Com a explosão, morrem não só o Alto Pardal e os seguidores da Fé dos Sete, mas Loras e Margeary. A ação orquestrada por Cersei inclui ainda o assassinato do Grande Meistre Pycelle e Lancel Lannister, que são esfaqueados pelas crianças espiãs de Qyburn.

A vitória, no entanto, teve uma consequência funesta para Cersei: seu filho, Tommen, acaba se suicidando ao saber da morte da esposa, Margeary. Outro momento sangrento foi protagonizado por Arya (Maisie Williams), que retorna a Westeros para matar Walder Frey, responsável pela chacina dos Starks no Casamento Vermelho. "Meu nome é Arya Stark, e a última coisa que você vai ver antes de morrer é o rosto de um Stark 'sorrindo'", disse, antes de degolar sua vítima.

Enquanto a quinta foi encerrada com a (breve) morte de Jon Snow (Kit Harrington), o desfecho do sexto ano serviu como renascimento do personagem, aclamado como rei do Norte. E, mais importante, descobrimos finalmente o principal mistério acerca do ex-comandante da Patrulha da Noite: sua origem.

Confirmando uma das principais teorias dos fãs, Bran (Isaac Hempstead-Wright) tem uma visão do passado, quando seu pai, Ned Stark, se compromete a cuidar do bebê Jon Snow, filho de Rhaegar Targaryen e Lyanna Stark. Ou seja: ter o sangue dessas duas famílias é motivo de sobra para Snow reivindicar o trono, embora ele não pareça, ao menos por ora, disposto a entrar nessa luta. Com isso, ele seria sobrinho de Daenerys - e não irmão, como teorias especulavam.

Já Daenerys (Emilia Clarke) se mostrou firme e forte na batalha pelo Trono de Ferro. A mãe dos dragões foi a protagonista da cena final, atravessando os mares em direção a Westeros. E disputa será com outra mulher, Cersei recém-empossada rainha, após o suicídio de Tommem.

Com todos esses acontecimentos, a série mostra que realmente está caminhando para seu desfecho. A penúltima temporada estreia em abril de 2017, deixando uns bons meses para os telespectadores especularem sobre quem, afinal, vai vencer a guerra dos tronos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV