Há dois anos fora do ar, Adriane Galisteu volta à televisão na BandNews

Ao substituir João Doria, apresentadora garante que entrevistas no 'Face a face' terão sua marca e revela que retorno à TV aberta está em seus planos

por Agência Estado 26/06/2016 11:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Estadão Conteúdo/Divulgação
(foto: Estadão Conteúdo/Divulgação)
A TV aberta pode até seguir distante da vida de Adriane Galisteu – seu último trabalho foi o programa Quem quer casar com meu filho?, exibido em 2014 pela Band. Mas a apresentadora volta ao ar no canal por assinatura BandNews, no Face a face, em breve. Como o apresentador João Doria vai disputar as eleições à Prefeitura de São Paulo, precisará deixar o programa e fez o convite a Galisteu para substituí-lo. “Eu e João somos amigos há muitos anos e admiro demais o trabalho dele. Quando ele me ligou, nem pensei e disse logo que ia fazer”, conta Galisteu. Na entrevista a seguir, a apresentadora adianta alguns nomes confirmados para a atração e comenta se pretende ou não atender às supostas sondagens para atuar como atriz na TV.

O que acha que o Face a face vai trazer de novo à sua carreira como apresentadora?

Adriane Galisteu –
Tudo que chega de experiência é gratificante. Já fiz entrevistas algumas vezes, tive até um programa assim, o Charme, no SBT. Mas os programas do João têm uma relação com conteúdo mais intensa. É menos show, mais talk. E, normalmente, a televisão trabalha da maneira inversa. Não vou imitá-lo, mas terei de seguir a linha editorial que ele vinha adotando.

De que forma isso vai influenciar o seu contato com os convidados? Que nomes já estão confirmados?

A forma de entrevistar e o jeito de conversar serão meus. O João já é um pouco informal, mas, ainda assim, ele é mais formal do que eu. Vou imprimir a minha identidade. Entre os nomes marcados, temos Isabeli Fontana, Roberta Miranda e Raul Gil. Ainda não sei qual será o primeiro, mas gostaria que rolasse uma passada de bastão do próprio João para mim. Mas precisa ver a questão política. Minha ideia era que ele fizesse metade do programa me entrevistando e eu o entrevistasse na outra.

Ultimamente, você tem investido bastante na TV fechada. Que diferenças percebeu em relação aos canais abertos?

Pois é, e mais novidades virão ainda, também na TV fechada. Fiz várias reuniões, mas não posso dizer. Isso tem sido maravilhoso, porque aprendi a lidar com um público que, provavelmente, não vai migrar para a televisão aberta. É bem diferente. Aprendi a fazer e estou cada vez mais empenhada. A TV aberta segue nos meus planos, mas não de qualquer jeito nem para trabalhar em qualquer coisa. Gosto, sei fazer e é difícil ficar longe, mas quero voltar quando for a hora certa e para o lugar certo.

Você também segue atualizando regularmente o seu canal no YouTube com o programa #GalisteuSemFiltro. Pretende manter esse projeto ininterruptamente?


Não largo mais. O público da TV vai para a internet e volta para a TV, mas tem uma galerinha da internet que você só alcança ali. E se a gente trabalha com comunicação, se essa é a opção, não pode deixar essas pessoas de lado. Quero conversar com o máximo de pessoas possível. Meu filho vai fazer 6 anos e não fala “mamãe, liga a TV”. Ele diz: “Mamãe, põe no Netflix, no YouTube para mim”. O menos natural é ele ver algo na televisão aberta. Estou conhecendo esse público. E não digo “não” para trabalho. Ainda mais quando sinto que vai me desafiar. Estou errando e acertando, mas tocando minha vida no YouTube e não sairei dali.

Além de apresentadora, você atuou em diversas peças de teatro. Novelas estão em seus planos? Saíram notas apontando interesse em você para o elenco de atrizes da Globo...

Não chegou nenhum convite até mim. Na verdade, só fiz uma participação em novela, que foi em Xica da Silva, na extinta Manchete. Teatro faz parte dos meus planos sempre, volto esse ano aos palcos e pretendo manter isso de dois em dois anos. Não dá para fazer todo ano, porque exige uma dedicação muito maior do que todo o resto que eu faço.

Mas fazer uma novela foge dos seus planos?


Nada foge dos meus planos. Claro, desde que seja estudado e haja uma proposta real. As pessoas publicaram, mas ninguém falou comigo. Se fosse algo muito fora da minha realidade, talvez dissesse não. Estou com 43 anos e, na minha vida, já passei por cima das minhas vontades algumas vezes. Hoje, tenho filho e, não parece, mas também sou dona de casa. Gosto de estar presente. Não me incomoda me colocar em último plano, mas a minha família tem a mesma importância do meu trabalho. Consigo adequar bem, se for uma proposta desafiadora e bacana. Só preciso analisar.

E sobre o quadro Dança dos famosos, do Domingão do Faustão, houve sondagem?

Foi mais uma coisa que ventilaram na mídia, mas não houve proposta. Acho que algumas pessoas querem que eu volte para a TV aberta e acabam criando essas hipóteses. Sou amiga do Otaviano Costa, estive com ele no Rio de Janeiro e fui a uma reunião na Globo para discutir um assunto que não tem nada a ver com o Vídeo Show ou o Dança dos famosos. As pessoas me viram ali e surgiram esses boatos. Acompanhei, li e não me posicionei sobre isso. Até porque não tinha mesmo o que falar. Mas foi bom porque percebi que muita gente quer me ver de volta. Fiquei feliz com essa constatação.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV