22 dicas para manter a pele saudável e bonita

Confira as recomendações de especialista para prevenir os sinais do envelhecimento da pele

por Redação 18/11/2016 13:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A bucha remove fisicamente a barreira de gordura da pele e pode contribuir para microlesões em pessoas com pele muito seca ou sensível


A genética influencia o envelhecimento. Algumas pessoas têm uma tendência maior a rugas e linhas de expressão, outras a manchas ou flacidez.  Médica do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a dermatologista Tatiana Gabbi ressalta, porém, que os fatores externos - como alimentação deficiente em vitaminas e minerais, exposição ao sol e à poluição - são determinantes para a aparência da pele. “Com o passar dos anos, a pele vai perdendo luminosidade e elasticidade, e, por não ser mais capaz de reter água de forma eficiente, torna-se seca e sem viço”, explica.

Veja as dicas da especialista para minimizar os impactos do tempo:

Use filtro solar no rosto diariamente


O sol do dia a dia envelhece a pele do rosto, leva à formação de manchas e contribui para o surgimento do câncer de pele. Por isso, aplique filtro solar todos os dias pela manhã. A quantidade deve ser equivalente a cinco pinguinhos distribuídos uniformemente na testa, bochechas, queixo e nariz. Não há necessidade de reaplicação, desde que você use filtro solar com fator 30 ou superior e passe o dia em ambiente fechado.

Aproveite os produtos com múltiplas funções

Há diversos filtros solares que oferecem também outros benefícios, como antioxidantes, cobertura de base, moléculas antioleosidade, apresentação em pó, em BB ou CC cream. A apresentação em pó é interessante para quem se expõe ao sol ao longo do dia: com ele não há necessidade de reaplicação da maquiagem, pois é possível retocar o filtro com uma esponja.

Cuide da barreira natural da pele

A pele saudável possui uma barreira cutânea natural formada por queratina e pelos óleos e gorduras fabricados nas glândulas sebáceas. Para peles sensíveis, a recomendação é banho morno ou frio e o uso de loções de limpeza, evitando os sabões que fazem espuma.

Não use buchas

O banho muito quente, o uso de sabões e buchas (ou tudo isso junto) podem causar uma desorganização dessa proteção da pele. A bucha remove fisicamente a barreira de gordura da pele e pode contribuir para microlesões em pessoas com pele muito seca ou sensível.

Hidrate a pele do corpo sempre após o banho

O hidratante é um grande aliado para manter a pele macia, luminosa e livre de lesões. Já o banho quente e o sabonete eliminam a gordura natural, fazendo com que a pele perca água. Aplicar o creme hidratante logo após o banho, com a pele ainda úmida, é uma ótima opção.

Evite excesso de doces e massas


A digestão de alguns alimentos pode levar a processos que estão ligados ao envelhecimento da pele. Uma alimentação rica em doces e massas pode contribuir para o endurecimento do colágeno e da elastina, levando à perda da elasticidade e à flacidez da pele.

Aproveite os benefícios das frutas


As frutas possuem equilíbrio entre fibras solúveis e açúcar, o que evita a produção excessiva da insulina, que é desencadeada pelos picos de glicose que estão relacionados à glicação, processo que, junto com a oxidação, promove o envelhecimento da pele.

Combata os radicais livres

A oxidação ou “enferrujamento” da pele ocorre na medida em que o oxigênio que respiramos produz radicais livres. Alimentos ricos em carotenos, vitaminas E  e C e zinco - como vegetais verdes escuros, frutas e legumes coloridos - são antioxidantes e ajudam a evitar esse processo.

Antioxidantes de uso oral podem ajudar muito

A partir dos 25 anos, suplementos alimentares ricos em antioxidantes a podem ser bom aliados. Consulte um dermatologista.

Cuide da beleza da pele de dentro para fora

A estratégia “dentro e fora” é cada vez mais adotada com sucesso para tratamentos cosméticos. Os suplementos mais prescritos são os antioxidantes, como as vitaminas C e E  e os oligoelementos, como o zinco e o silício.

Não fume

O envelhecimento da pele é acentuado pelo uso do cigarro e fica ainda mais intenso quando o fumante se expõe ao sol. Mesmo em pessoas jovens, o cigarro piora a aparência da pele.

Mantenha-se próximo ao seu peso ideal

Pessoas com sobrepeso ou muito abaixo do peso podem ter o processo de envelhecimento exacerbado. O tecido subcutâneo é formado por gordura e é ela que dá suporte e sustentação à nossa pele.

Evite o consumo excessivo de álcool

Se você está em busca dos benefícios do resveratrol – substância antioxidante presente na casca e na semente da uva -, o suco de uva é melhor opção do que o vinho, já que este possui grande quantidade de álcool, que leva a uma produção maior de radicais livres.

Saiba qual é o seu tipo de pele

Usar o produto errado pode trazer resultados contrários aos desejados. Por exemplo, ao hidratar uma pele oleosa com produtos destinados a peles secas, pode-se agravar o quadro, provocando o surgimento de acne.

Pratique atividade física


A prática de exercícios é fundamental para prolongar a saúde, a firmeza e a boa aparência da pele. A atividade física estimula a circulação sanguínea, favorecendo a chegada de nutrientes como o oxigênio a todas as células do nosso corpo. Porém há evidências de que o excesso de exercícios pode contribuir para o surgimento de radicais livres, por isso é muito importante investir em antioxidantes.

Beba água regularmente

A água é necessária para todas as reações do nosso organismo e também é fundamental na regeneração dos tecidos e manutenção da saúde da nossa pele. A recomendação é oito copos por dia.

Nunca durma com maquiagem

A maquiagem obstrui os poros e aumenta a chance de surgirem cravos e espinhas, além de alergias. É durante a noite, também, que a pele absorve melhor os nutrientes. Portanto é fundamental remover a maquiagem para que a pele, limpa, possa absorver os produtos recomendados pelo seu dermatologista.

Respeite o tempo e a frequência do uso dos produtos

Se a recomendação de aplicação do hidratante é diária, não adianta querer utilizá-los a cada dois ou três dias. Os resultados não serão alcançados como você gostaria.

Conheça os benefícios dos ácidos

Os ácidos podem ajudar a clarear manchas, melhorar a acne, contribuir para o combate ao envelhecimento da pele e até mesmo para o tratamento de estrias. É importante procurar um dermatologista antes de começar a usá-lo. O ácido não pode ser aplicado nos cantinhos da boca, no nariz e nos olhos, pois o pode ter uma penetração maior nos locais em que a pele é fina e delicada e causar irritações e dermatites.

Após sair do banho, aguarde pelo menos 30 minutos para aplicar o ácido na pele, porque, antes disso, a absorção do produto será maior e, consequentemente, a irritação também. Mantenha a pele hidratada, já que um dos principais efeitos colaterais do uso de ácidos é o ressecamento.

Tenha cuidado com máscaras caseiras

As partículas esfoliantes não industrializadas podem machucar a pele, por serem cortantes. Nos produtos específicos, as partículas são arredondadas, para evitar esse tipo de problema. Além disso, as máscaras caseiras feitas a partir de frutas, sementes e grãos podem causar alergias ou irritações e até manchar a pele.

Faça limpeza de pele, quando necessário

A limpeza de pele é um procedimento feito em consultório, por um profissional qualificado e pode ser um elemento-chave no tratamento da acne.

Descanse e controle o estresse

As olheiras podem aparecer quando não dormimos bem ou estamos muito estressados. Também podem surgir com o passar dos anos, resultado do envelhecimento da pele. A dica é dormir melhor e descansar e, caso elas persistam, procurar o dermatologista para iniciar um tratamento mais específico.

Comece a cuidar da pele hoje

Sempre é tempo para começar a cuidar da saúde da pele. De forma geral, até os 20-25 anos a preocupação fundamental deverá ser a hidratação e a proteção solar. A partir dos 25 anos, além disso, pode-se iniciar o combate aos radicais livres e ao envelhecimento com suplementos, ácidos e antioxidantes tópicos e orais. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA