Ministério da Saúde vai liberar R$122 milhões para atendimento em Minas Gerais

Os recursos vão atender a serviços de saúde realizados pelo SUS e que não contavam com a contrapartida do governo federal

por Agência Brasil 19/10/2016 12:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Ed Alves/CB/D.A Press
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O Ministério da Saúde vai liberar R$ 122,1 milhões por ano para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), santas casas e entidades filantrópicas de Minas Gerais. A medida foi assinada, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (18/10) pelo ministro da pasta, Ricardo Barros. As portarias de habilitação dos serviços destinam recursos para 56 entidades filantrópicas do estado e seis UPAs.



A iniciativa de repassar recursos a essas instituições, que não contavam com a contrapartida do governo federal, vai abranger diversos estados. Ao todo, 216 entidades filantrópicas serão beneficiadas com a garantia de repasse de R$ 371,9 milhões por ano. Essas unidades são responsáveis por 43% das internações que ocorrem no país.



Também serão contempladas 99 UPAs, com impacto financeiro anual de R$ 182 milhões ao orçamento do Ministério da Saúde. Serão liberados ainda R$ 141,1 milhões para o pagamento de emendas a 255 instituições prestadoras de atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).



De acordo com o Ministério, os recursos vão atender a serviços de saúde realizados pelo SUS e que não contavam com a contrapartida do governo federal. Os repasses foram anunciados há um mês pelo ministro e pelo presidente Michel Temer, como estratégia para reduzir o déficit de R$ 3,5 bilhões com 2.698 serviços, acumulado pela pasta nos últimos anos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA