Saiba por que é importante malhar os músculos da região pélvica

Seu corpo tem músculos que você nunca imaginou existirem. Os da região pélvica precisam ser fortalecidos. Pilates com balé e pompoarismo são formas de deixar tudo no lugar e evitar incontinência urinária

por Renata Rusky 14/10/2016 14:00
Rir até ficar com vontade de fazer xixi pode ser uma sensação maravilhosa, mas, segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia, para um quarto das mulheres isso é resultado, na verdade, de um sério problema. Elas, involuntariamente, deixarão que a urina vaze. Principalmente, depois da menopausa. Não só ao rir, mas também ao tossir ou fazer qualquer tipo de esforço que comprima a bexiga. Nos homens, a incidência da condição é bem menor. A uretra deles é mais longa se comparada à das mulheres. Além disso, a falta de estrogênio na menopausa, e os eventos reprodutivos pelos quais elas passam ao longo da vida, colaboram para o desenvolvimento da dificuldade.

A incontinência causada por gestos simples, como rir ou tossir, é chamada de esforço e é o tipo mais comum. Segundo o urologista Alexandre Crippa, coordenador do Centro de Urologia do Hospital Samaritano de São Paulo, o abdômen acaba apertando a bexiga que, por consequência, pressiona o esfíncter. Ele explica que, se uma leve pressão for o suficiente para liberar a urina, a cirurgia pode ser necessária. Caso a incontinência não esteja em um estágio tão avançado, exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico são suficientes. Entre eles, existe uma mistura de pilates e balé, além de pompoarismo para prevenir e tratar a flacidez muscular dessa região do corpo.

CB / D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: CB / D.A Press)

VÍDEOS RECOMENDADOS