Saiba por que é importante malhar os músculos da região pélvica

Seu corpo tem músculos que você nunca imaginou existirem. Os da região pélvica precisam ser fortalecidos. Pilates com balé e pompoarismo são formas de deixar tudo no lugar e evitar incontinência urinária

por Renata Rusky 14/10/2016 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rir até ficar com vontade de fazer xixi pode ser uma sensação maravilhosa, mas, segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia, para um quarto das mulheres isso é resultado, na verdade, de um sério problema. Elas, involuntariamente, deixarão que a urina vaze. Principalmente, depois da menopausa. Não só ao rir, mas também ao tossir ou fazer qualquer tipo de esforço que comprima a bexiga. Nos homens, a incidência da condição é bem menor. A uretra deles é mais longa se comparada à das mulheres. Além disso, a falta de estrogênio na menopausa, e os eventos reprodutivos pelos quais elas passam ao longo da vida, colaboram para o desenvolvimento da dificuldade.

A incontinência causada por gestos simples, como rir ou tossir, é chamada de esforço e é o tipo mais comum. Segundo o urologista Alexandre Crippa, coordenador do Centro de Urologia do Hospital Samaritano de São Paulo, o abdômen acaba apertando a bexiga que, por consequência, pressiona o esfíncter. Ele explica que, se uma leve pressão for o suficiente para liberar a urina, a cirurgia pode ser necessária. Caso a incontinência não esteja em um estágio tão avançado, exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico são suficientes. Entre eles, existe uma mistura de pilates e balé, além de pompoarismo para prevenir e tratar a flacidez muscular dessa região do corpo.

CB / D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: CB / D.A Press)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA