Mamãe Sarada: programa de exercícios on-line promete deixar mulheres em forma

Personal trainer cria programa de exercício para as mães. A proposta é que elas usem alguns minutos da corrida rotina com os filhos para manterem a forma

27/09/2016 07:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Minervino Junior/CB/D.A Press
Nathalia Sequeira participa do programa Mamãe Sarada há dois meses e já notou grande diferença no corpo e na disposição para cuidar da filha (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
As mamães têm que se adaptar às mudanças de rotina quando os bebês chegam. A falta de tempo e de sono acaba prejudicando o estado mental e físico dessas mulheres. O filho é a prioridade na vida delas, que podem até se esquecer de cuidar de si mesmas. Foi pensando nelas que a personal trainer e mãe de dois filhos Gabriela Cangussú, 35 anos, criou o programa de exercícios on-line Mamãe Sarada, voltado, especificamente, para quem é mãe.

Já existem diversas séries on-line e aplicativos de celulares que sugerem atividades rápidas e fáceis de praticar, mas Gabriela queria desenvolver um projeto exclusivo, voltado para quem tem filhos. Ela é personal trainer há 12 anos e notava que as alunas com crianças não conseguiam manter a rotina de exercícios em um horário fixo. Por isso, perdiam muitos treinos.

As séries são compostas essencialmente de exercícios funcionais, como agachamentos, saltos e pranchas. Os treinos são intervalados e de alta intensidade. O foco é desenvolver os músculos mais utilizados por elas e também aqueles que são mais afetados durante a gravidez, como lombar, pernas, abdômen e quadril.  “As aulas duram apenas 14 minutos e não é necessário nenhum aparelho ou acessório. Tudo o que elas precisam é usar o computador, ter vontade, disposição e um pouco do tempo durante o dia”, explica a professora. A aluna paga uma taxa anual que lhe dá direito a acessar o site. Ali, ela poderá assistir a 10 aulas de exercício para fazer onde e quando quiser. De bônus, ainda recebe orientações de duas atividades para praticar com as crianças, além de dicas de receitas saudáveis.

A idealizadora do projeto compreende a dificuldade de retornar à rotina fitness depois da maternidade. Ela própria sentiu o drama na pele quando teve seus dois filhos: Davi, 6 anos, e Júlia, 4. Além de não estar feliz com a forma física, entre amamentar, trabalhar e cuidar dos meninos, faltava tempo para praticar atividades. Por isso, Gabriela transformou o próprio corpo em um laboratório e criou uma série rápida e eficiente de exercícios.

Nathalia Coelho, 24 anos, é advogada e faz parte do Mamãe Sarada há dois meses, programa que conheceu por meio das redes sociais. A decisão de acompanhar os exercícios pelo computador foi uma alternativa para driblar a falta de tempo e a insatisfação com o corpo após o parto. “Nunca fui magra, mas também nunca fui gorda. Depois da gravidez, o corpo muda e, como eu era sedentária, principalmente por ser preguiçosa, não conseguia recuperar minhas medidas”, relata.

Mãe de Nicole, 2 anos, ela conta que, após uma semana de atividade, já se sentiu mais disposta. Com 15 dias, notou a diferença diante do espelho. “Só depois do programa, entendi que ter o corpo que quero só depende de mim mesma! Se eu não fizer, ninguém mais vai fazer”, defende.

A professora Fernanda Giordano, 34 anos, também tem um filho de 2 anos e conta que até mudou a alimentação depois de começar a praticar as séries de exercícios on-line. Fernanda antes era muito sedentária e, apesar de ter seguido uma dieta com nutricionista durante a gravidez, foi apenas depois do programa que resolveu cortar o refrigerante e implementar uma alimentação mais saudável. “Faço meus exercícios pela manhã e parece que o tempo rende mais. Consigo fazer mais coisas durante o dia e estou mais disposta. Até mesmo porque aumentou a autoestima e me sinto melhor para realizar as tarefas diárias”, conta. Ela e Nathalia agora se exercitam todos os dias, deixando o descanso apenas para os fins de semana.

Apesar de eficiente, é preciso, porém, adotar certos cuidados ao se exercitar sem um professor. Segundo o profissional de educação física Roney Araújo, o ideal é estar sempre ao lado da aluna para ensiná-la a fazer os movimentos corretamente. Apesar disso, ele destaca a importância de as mamães malharem. O resultado é a melhora da postura, da força, além de minimizar ou de prevenir a depressão pós-parto. “Nessa fase, elas têm pouco tempo para se cuidar, então, fazer os exercícios em casa, utilizando somente poucos recursos ou somente o próprio corpo, é fantástico”, ressalta.

Roney acrescenta que é importante o acompanhamento médico para evitar as lesões. “É bom fazer uma avaliação física com um profissional para identificar possíveis limitações. Se a mulher ganhou muito peso durante a gravidez e desenvolveu uma diástase abdominal (quando os músculos da região se rompem), o ideal é se consultar com um fisioterapeuta ou com um ortopedista para ver o que é mais indicado para ela, ou seja, ver se pode fazer aquele treino específico”, orienta.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA