Estar em forma aos 45 anos reduz risco de AVC após os 65

Pessoas com melhores capacidades respiratórias tiveram uma redução de 37% no risco de sofrer um AVC depois dos 65 anos, em comparação com o grupo com o estado físico ruim

por AFP - Agence France-Presse 10/06/2016 16:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
S.glbimg/Reprodução da internet
Associação Americana do Coração recomenda 150 minutos de atividades físicas em ritmo moderado ou 75 minutos em ritmo intenso por semana (foto: S.glbimg/Reprodução da internet )
Quanto mais em forma uma pessoa estiver durante a meia-idade, menor é o risco de que sofra um acidente vascular cerebral (AVC) após os 65 anos, afirma um estudo da Associação Americana do Coração divulgado nesta quinta-feira (09/06).

O estudo foi realizado com 19.815 pessoas brancas de entre 45 e 50 anos, das quais 79% eram homens. Os participantes foram submetidos a diferentes exames para medir suas capacidades cardiorrespiratórias. Em função dos resultados, eles foram divididos em três grupos, de acordo com seu estado físico (ruim, médio e bom).

As pessoas que tinham as melhores capacidades respiratórias tiveram uma redução de 37% no risco de sofrer um AVC depois dos 65 anos, em comparação com o grupo com o estado físico ruim.

Esta relação entre o estado físico e o risco de AVC após os 65 anos continuou existindo mesmo quando os pesquisadores consideraram outros fatores de risco, como hipertensão, diabetes e fibrilação auricular. "Os resultados deste estudo comprovam o papel único e específico do exercício físico na prevenção de um AVC", afirmou Jarett Berry, professor-adjunto de medicina interna no Centro Médico da Universidade de Texas e principal autor do estudo.

Os acidentes vasculares cerebrais são a quinta maior causa de morte nos Estados Unidos e uma das maiores causas de incapacidades graves.

A Associação Americana do Coração recomenda 150 minutos de atividades físicas em ritmo moderado ou 75 minutos em ritmo intenso por semana.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA