Homem de 64 anos se submete a primeiro transplante de pênis nos EUA

A operação, que durou 15 horas, foi realizada no início deste mês no Hospital Geral de Massachusetts, em Boston e é a terceira deste tipo que é feita em todo o mundo

por AFP - Agence France-Presse 16/05/2016 12:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / MASSACHUSETTS GENERAL HOSPITAL
Thomas Manning, de 64 anos, foi submetido ao transplante depois de um câncer no pênis (foto: AFP PHOTO / MASSACHUSETTS GENERAL HOSPITAL )
Um homem de 64 anos que havia perdido a maior parte de seu pênis devido a um câncer se recupera bem do primeiro transplante deste órgão realizado nos Estados Unidos, declararam os médicos nesta segunda-feira (16/05). A operação, que durou 15 horas, foi realizada no início deste mês no Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, e é a terceira deste tipo que é feita em todo o mundo. "O paciente, Thomas Manning, de 64 anos, de Halifax, Massachusetts, continua se recuperando bem, depois que foi estabelecida a circulação sanguínea no órgão doado e sem sinais de sangramento, rejeição ou infecção", disse o hospital em um comunicado.

"Enquanto o paciente ainda transita pela primeira fase de seu processo pós-operatório de recuperação, seus médicos dizem estar prudentemente otimistas a respeito de que possa recuperar as funções que perdeu em 2012", depois que um diagnóstico de câncer de pênis levou à amputação da maior parte de seu membro.

O pênis era proveniente de um doador falecido que tinha o mesmo tipo sanguíneo e tom de pele de Manning. Manning agradeceu ao doador e a sua família, que pediu que sua identidade não fosse divulgada, e acrescentou que queria tornar pública sua história para combater a vergonha e o estigma associados com a perda do pênis. "Ao compartilhar este êxito com todos vocês, tenho a esperança de que possa marcar o início de um futuro brilhante para este tipo de transplante", disse Manning em um comunicado.

Médicos do Hospital Geral de Massachusetts estiveram trabalhando no procedimento por mais de três anos, incluindo práticas com cadáveres, com o objetivo de aperfeiçoá-lo para oferecê-lo a um grupo de candidatos, entre eles soldados que sofreram danos ou perdas genitais em zonas de guerra.

Em uma entrevista ao The New York Times, Manning disse que os médicos descobriram que tinha um câncer de pênis pouco comum em 2012. Após a retirada do tumor, o que restou de seu pênis tinha apenas 2,5 centímetros de comprimento. Manning, que estava solteiro quando foi diagnosticado, precisava se sentar para urinar e tinha medo de ter relações íntimas. "Não queria me aproximar de ninguém", contou ao jornal. "Não podia ter relações com ninguém. Você não pode dizer a uma mulher: 'Tenho um pênis amputado'".

O primeiro transplante de pênis foi realizado na China em 2006, mas posteriormente precisou ser extraído devido a "um forte problema psicológico do receptor e de sua esposa", disseram os médicos.

A primeira cirurgia de transplante bem-sucedida foi anunciada no ano passado na África do Sul. O órgão doado foi enxertado em um homem de 21 anos que havia perdido seu pênis devido a uma circuncisão mal feita.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA