Transmissão de doenças do Aedes Aegypti começa a cair

As taxas de dengue, zika e chikungunya continuam a aumentar, mas em um ritmo mais lento

por Agência Estado 20/04/2016 11:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO
O número de nascimentos de bebês com microcefalia também começa a cair no Nordeste (foto: AFP PHOTO )
Dados preliminares do novo boletim de dengue, zika e chikungunya mostram que o ritmo de transmissão dessas doenças começou a apresentar uma discreta queda no país. "Os indicadores levam a crer que a curva de transmissão começa a baixar", afirmou o diretor de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch. Isso significa que as taxas das doenças continuam a aumentar, mas em um ritmo menor do que nas últimas semanas.

Balanço também preliminar de microcefalia indica que no Nordeste o número de nascimento de bebês com a malformação começa a cair. "Se isso de fato se concretizar, podemos ter efeito benéfico a médio prazo. Talvez consigamos evitar a grande epidemia de nascimento de bebês com microcefalia esperada para a Região Sudeste."

VÍDEOS RECOMENDADOS