OMS aprova uso de 1ª vacina contra dengue

Entidade anunciou a recomendação em locais onde a doença é endêmica

por Agência Estado 15/04/2016 11:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

NOEL CELIS/AFP
Garota recebe dose anti-dengue nas Filipinas, um dos primeiros países a adotar a vacinação (foto: NOEL CELIS/AFP)

Genebra, 15 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso da primeira vacina contra a dengue. Após a reunião do Grupo de Especialistas sobre Imunização (SAGE, sigla em inglês), a entidade anunciou a recomendação em locais onde a doença é endêmica.

A informação foi dada pelo presidente do SAGE, John Abramson, que indicou que tem confiança no efeito da nova vacina, a Dengvaxia, produzida pela multinacional francesa Sanofi Pasteur.

No Brasil, no México, em El Salvador e nas Filipinas, os governos e agências de regulação já haviam dado sinal verde para o uso do produto. Agora, a OMS chancela a decisão. Mas, para Abramson, governos devem usar apenas em locais onde exista uma alta taxa de transmissão da dengue, e com surtos recorrentes. A ideia é de que a vacina possa ser usada em programas de imunização.

As recomendações são baseadas na revisão de dados de 25 estudos clínicos, conduzidos em 15 diferentes países pelo mundo, informou a Sanofi Pasteur em comunicado.

A Dengvaxia protegeu dois terços das pessoas contra a dengue entre aqueles com 9 anos ou mais, em dois grandes estudos clínicos na América Latina e na Ásia, que envolveram mais de 40 mil crianças e adolescentes. A vacina é mais eficaz na proteção contra a dengue severa, potencialmente fatal, e consegue impedir 93% desses casos. Além disso, reduz as hospitalizações por dengue em 80%.

A recomendação representa um marco significativo para a farmacêutica sediada em Paris, que aposta em novos produtos como a Dengvaxia para impulsionar seus lucros, em meio à crescente competição em alguns de seus principais mercados.

A dengue infecta 390 milhões de pessoas ao ano no mundo, 96 milhões das quais precisam de tratamento, segundo a OMS. Apenas os casos mais graves, ou cerca de 500 mil ao ano, resultam em internações - uma grande proporção desses casos é de crianças e idosos.

O vírus gera alguns casos mais graves, similares a uma forte gripe, com dor nas juntas e cansaço extremo. A dengue é fatal em 2,5% dos casos, segundo a OMS.

A vacina da Sanofi para a dengue já recebeu aprovação no Brasil, em El Salvador, no México e nas Filipinas.

 

Fonte: Dow Jones Newswires.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA