Órgão dos EUA autoriza uso de teste experimental para zika em doações de sangue

A decisão significa que territórios norte-americanos com infecções ativas de zika, em especial Porto Rico, poderão retomar a coleta e análise de sangue local

por Agência Estado 30/03/2016 16:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos EUA informou que vai permitir o uso de um teste experimental na triagem de doações de sangue para o vírus zika. O teste é fabricado pela Roche Molecular Systems.

A decisão significa que territórios norte-americanos com infecções ativas de zika, em especial Porto Rico, poderão retomar a coleta e análise de sangue local. No começo deste mês a ilha suspendeu as doações e começou a importar sangue dos EUA, seguindo recomendações do FDA.

Nesta quarta-feira (30/03), a FDA anunciou que o uso do teste poderá ser expandido se o vírus se espalhar para outras áreas dos EUA. Atualmente nenhum estado norte-americano registrou transmissão local da doença. No entanto, alguns especialistas dizem que os problemas enfrentados por Porto Rico podem ocorrer na Flórida, no Texas e em outros estados do sul do país.

"No futuro, caso ocorra transmissão do vírus zika em outras áreas, estabelecimentos de coleta de sangue poderão continuar coletando doações e usar o teste experimental de triagem, minimizando problemas na oferta de sangue", afirmou Peter Marks, diretor do Centro para Biologia do FDA.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA