Veja dicas para ajudar o bebê na primeira dentição

Gengiva esbranquiçada, coceira na região e aumento da salivação são alguns dos sinais de que os dentinhos estão a caminho

por Agência Estado 22/02/2016 14:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SXC.hu
É comum o bebê apresentar febre ao passar pela fase de primeira dentição (foto: SXC.hu)
Seja com pais e mães de primeira viagem ou os com mais experiência, uma vontade é inegável: cuidar do bem-estar do bebê. Muitos tentam identificar sintomas e desvendar incômodos sentidos pelo neném a fim de aliviá-los. Às vezes a resposta pode ser simples: o nascimento dos primeiros dentinhos.

E os sinais físicos são gengiva esbranquiçada, coceira na região e aumento da salivação. Outros indícios que de os dentes de leite estão a caminho incluem a falta de apetite e a vontade constante de mastigar diversos objetos.

É comum o bebê apresentar febre ao passar por essa fase já que com o estresse e a irritação, a imunidade cai. Nesse período, é indispensável que mães e pais levam ao pediatra, pois só um especialista é capaz de identificar e tratar efetivamente os sinais apresentados pelo nascimento da primeira dentição.

E atenção: em nenhuma hipótese deve-se oferecer à criança analgésicos e outros medicamentos para o alívio da dor, já que eles podem trazer várias complicações à saúde. O importante é sempre manter a higiene pessoal do bebê em primeiro lugar. Porém, além de levá-lo ao médico, os pais podem aliviar os incômodos sentidos pelo bebê de forma caseira e segura:

Oferecer alimentos resfriados, como por exemplo, o purê de maçã ou banana. Caso ele ainda se alimente exclusivamente de leite materno, os modelos de mordedores podem ser levados a geladeira por alguns poucos minutos.

Outra solução temporária, mas de grande alívio, é fazer uma massagem em sua gengiva com o dedo limpo. Deve ser feita de forma firme com produção de atrito e com cuidado para não machucá-lo. Além de proporcionar grande alívio do incômodo, essa técnica ainda aumenta o contato dos pais com sua prole.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA