Aprenda a usar repelentes de forma segura e eficiente para evitar dengue, zika e chikungunya

Orientações são da Sociedade Brasileira de Dermatologia

por Carolina Cotta 19/02/2016 14:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Jackson Romanelli/E.M/D.A Press
(foto: Jackson Romanelli/E.M/D.A Press)
A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda três tipos de repelentes. As fórmulas com icaridina (KB3023), como o Exposis®, podem ser usadas em crianças a partir de 2 anos de idade em concentração de 25%, cujo período de proteção dura entre 8 horas e 10 horas. Os repelentes do tipo Deet, caso das marcas Off®, Autan®, Repelex®, em concentração de até 10H pode ser usado em maiores de 2 anos, sendo que não deve ser aplicado mais que três vezes ao dia em crianças de 2 a 12 anos. Esses dão proteção máxima de 6 horas. Os repelentes com fórmula IR 3535 30%, como a Loção Anti-mosquito Jonhson, são liberados pela Anvisa para crianças acima de 6 meses. Seu período de proteção conferido é de 4h.

Confira as orientações da Sociedade Brasileira de Dermatologia para o uso seguro de repelentes

Até 6 meses de idade
Não devem ser usados repelentes

Crianças entre 6 meses a 2 anos de idade
Repelentes que contenha na sua fórmula a seguinte substância:
  
- IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar uma vez ao dia

Crianças entre 2 a 7 anos de idade
Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias:

- IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até duas vezes ao dia
- Icaridina 20- 25% – duração de 10 horas, aplicar até duas vezes ao dia
- DEET infantil 6-9% – duração de 4-6 horas, aplicar até duas vezes ao dia

Crianças a partir de 7 anos de idade
Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias:

- Icaridina 20- 25% – duração de 10 horas, aplicar até três vezes ao dia
- DEET infantil 6-9% – duração de 4-6 horas, aplicar até três vezes ao dia
- IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até três vezes ao dia

Adultos e gestantes
Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias:

- Icaridina 20 - 25% – duração de 10 horas, aplicar até três vezes ao dia
- DEET 10-15% – duração de 6-8 horas, aplicar até três vezes ao dia
- IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até três vezes ao dia

Confira vídeo em que a professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Federal de Minas Gerais e presidente do Comitê Estadual de Prevenção à Mortalidade Materna, Infantil e Fetal do Estado de Minas Gerais, Regina Amélia Lopes Pessoa de Aguiar, fala sobre o uso de repelentes durante o 1º Congresso Mineiro Interdisciplinar de Perinatologia:




IMPORTANTE

- O repelente não deve ser aplicado embaixo das roupas.

- Aplique o produto somente nas áreas que ficarão expostas.

- Não aplique mais que três vezes ao dia. Pode causar intoxicação.

- Se for usar hidratante ou filtro solar, espere secar e aplique o repelente 15 minutos após o uso desses produtos. O repelente sempre é o último a ser aplicado.

- Não aplique próximo das mucosas (olhos, nariz, boca). Lave as mãos após o uso. Não aplique nas mãos das crianças. Elas podem levar o produto à boca.

- Não durma com repelente. Tome um banho para remover o produto antes de dormir. - Estudos científicos mostram que a icaridina 20-25% fornece maior proteção contra o Aedes aegypti do que o DEET 6-9%. 

- É permitida a aplicação de repelentes em spray sobre o mosquiteiro para aumentar sua eficácia. 

OUTROS CUIDADOS
Repelentes Elétricos

Repelentes elétricos que liberam inseticidas são úteis para reduzir a entrada dos mosquitos. Coloque-os próximo de portas e janelas. Perfume Não use hidratantes e cosméticos com perfumes. Eles atraem o mosquito.

Roupas
Prefira roupas claras, manga longa e calça comprida. Evite roupas escuras, que atraem o mosquito, e muito coladas ao corpo, pois elas permitem a picada.

Ar-condicionado
Resfrie o ambiente. Ar-condicionado e ventilador espantam o mosquito

Aparelhos A literatura científica não respalda a eficácia de aparelhos que emitem luzes nem aparelhos ultrassônicos. 

Confira quanto custam alguns tipos de repelente em farmácias de Belo Horizonte

Soraia Piva
(foto: Soraia Piva)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA