Grupo farmacêutico francês inicia pesquisa de vacina contra o vírus zika

OMS prevê 4 milhões de casos de infecção por zika em 2016

por AFP / Relaxnews 02/02/2016 10:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O grupo Sanofi anunciou nesta terça-feira (02/02) que entrou na pesquisa de uma vacina contra o vírus zika, que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar emergência de saúde pública mundial.

A Sanofi Pasteur, divisão de vacinas do grupo farmacêutico francês, afirmou que deseja apoiar-se "no êxito obtido no desenvolvimento de vacinas contra vírus similares", como dengue.

A OMS classificou na segunda-feira (01/02) de "emergência de saúde pública mundial" o vírus zika, transmitido pelo mosquito 'Aedes aegypti' e suspeito de provocar más-formações congênitas.

O Brasil, país mais afetado, afirmou que as grávidas devem evitar viajar aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A OMS prevê de três a quatro milhões de casos no continente americano em 2016.

No momento não existe nenhuma vacina ou tratamento específico contra o vírus, que poderia provocar microcefalia nos fetos das grávidas infectadas, assim como a síndrome neurológica de Guillain-Barré, uma doença do sistema nervoso que pode provocar paralisia.

O mosquito 'Aedes aegypti' é responsável pela transmissão do vírus zika, dengue e chicungunha.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA