Um dos segredos para deixar cabelos, unhas e pele mais bonitos está na escolha do que se come

Saiba quais os alimentos específicos para cuidar da aparência

por Cecília Garcia 02/02/2016 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Natura / Divulgação
A descamação do couro cabeludo pode indicar falta de nutrientes (foto: Natura / Divulgação )
Há quem culpe os produtos de beleza, o desleixo ou o clima, mas quando se trata da estética e da saúde de cabelos, das unhas e da pele, o problema pode ser mais profundo. A falta de alguns nutrientes na dieta reflete-se na aparência das pessoas e serve de alerta.

De acordo com a nutricionista Fernanda Padovani, uma das recomendações para uma pele saudável é hidratar-se bem. O mesmo vale para os cabelos, que podem sofrer com o ressecamento e com a queda. Já a nutricionista Andressa Moura indica para a pele, além de hidratação, alimentos carotenoides, como cenoura, laranja, espinafre e abobrinha, todos ricos em vitamina A. Vale a pena repor o colágeno, proteína que “firma” a epiderme e os músculos.

Assim como a pele, o cabelo pode sofrer alterações com a idade. Outro problema que surge, mais especificamente com o couro cabeludo, é a descamação. Uma das explicações para o quadro é a falta de nutriente, resolvido com ingestão de proteína animal.

Unhas quebradiças podem indicar deficiência de cálcio, zinco ou magnésio, alerta a nutricionista Andressa. Inserir semente de girassol ou de abóbora, além de couve de bruxelas, na dieta ajuda a reverter a situação. No caso de serem identificadas listras, o problema pode ser resultado da falta de vitamina D. Contudo, diferentemente dos cabelos e da pele, a hidratação não influencia tanto quando o problema está nas unhas. No entanto, casos de constipação intestinal podem alterar a aparência delas.

Zuleika de Souza / CB / D.A Press
Priscila Melo começou a fazer uma dieta especial para recuperar a saúde dos cabelos, que caiam em grande quantidade (foto: Zuleika de Souza / CB / D.A Press)


A bancária Priscila Melo, de 24 anos, começou a fazer dieta por um motivo muito particular. Ela não queria emagrecer, mas apenas melhorar a aparência dos cabelos. Desde 2010, os fios da moça caíam bastante. Junto a isso, apresentava quadro de sonolência e falta de ânimo. Descobriu, então, que tinha hipotiroidismo subclínico. Diante do diagnóstico, a nutricionista que a acompanha cortou o glúten e a lactose do dia a dia. “Eu pensava que ia ser um sacrifício maior, mas hoje há mais opções para fazer a troca do glúten, além de receitinhas mais gostosas. É chato, mas funciona.” Com três meses, Priscila sentiu que o cabelo parou de cair. Para voltar a encher o couro cabeludo, no entanto, precisou esperar oito meses.

A MELHOR ESCOLHA
Uma dieta completa deve ser indicada por um profissional especializado, que avaliará as particularidades de cada caso. Mas existem alimentos que sempre ajudam a reforçar a beleza e a saúde de certas partes do corpo:

PELE
Licopeno: esse é um antioxidante essencial para a pele. Não só retarda o envelhecimento, mas ameniza os sinais do tempo, pois age nas células e melhora o aspecto da pele.
Onde encontrar: tomate e goiaba.
Há também versão em cápsulas, vendida em farmácias e em casas de produtos naturais.

Ômega-3: a substância tem ação anti-inflamatória e é uma boa alternativa em casos de acne e de dermatites. Atua como lubrificante natural, hidratando a pele.
Onde encontrar: peixes e linhaça.

Polifenóis: para uma pele bonita e saudável, é necessário a ingestão de antioxidantes. Uma opção é inserir no cardápio os polifenóis da uva ou das berrys — família das amoras.
Onde encontrar: cranberry, blueberry, amoras, açaí, ameixas, entre outros.

Vitamina C e E: agem na fotoproteção da pele, diminuindo o efeito dos raios solares. Além disso, são antioxidantes e retardam o envelhecimento.

Onde encontrar:
* Vitamina C: goiaba, laranja, limão
* Vitamina E: óleo de amendoim ou castanhas.

Zinco: protege contra a acne e tem função antioxidante.
Onde encontrar: carnes, ostras, quinoa, amaranto e amêndoas.

Carotenoides: estimulam a produção de melanina, atuando também na fotoproteção da pele.
Onde encontrar: presentes em alimentos de cor amarelo-alaranjadas, como as cenouras.

Água limpa e sem contaminantes: evite tomar água em embalagens de plástico, devido às contaminações do próprio material. Prefira recipientes de vidro ou água de purificadores.

CABELO
Pepino: é um alimento fonte de silício e enxofre, que ajuda a deixar os fios mais fortes. Também estimula o crescimento e está relacionado à formação da queratina, proteína que estrutura o cabelo.

Óleo de coco: é responsável por dar mais brilho aos fios. Possui ácidos graxos essenciais que atuam na organização da queratinização do couro cabeludo.

Nozes e castanhas: são oleaginosas fonte de zinco que agem estimulando o crescimento, além de ajudar a reduzir a oleosidade, uma vez que o zinco está ligado à síntese de proteínas, principal componente do cabelo.

Frutos do mar: são ricos em magnésio, nutriente essencial na formação de proteínas como a queratina, atuando na renovação celular.

Vinagre de maçã: age contra a queda de cabelos e apresenta resultados, tanto pela ingestão, quanto pelo uso tópico.
Feijão, quinoa, carnes e ovos: são alimentos ricos em aminoácidos, responsáveis por estimular o crescimento e o fortalecimento dos fios.

Carne vermelha: é rica em ferro. A falta dessa substância ocasiona queda de cabelos.

Frutas secas e sementes de girassol: são ricas em potássio, importante elemento na hidratação dos cabelos porque controla o equilíbrio da água na haste capilar.

UNHAS
Zinco, complexo B, a vitamina C: são essenciais na produção de queratina, uma proteína fibrosa constituinte da unha.

Onde encontrar:
* Zinco: quinoa e amaranto.
* Queratina: ovos, frango e peixes.
* Complexo B: gérmen de trigo, quinoa, amaranto e arroz integral.
* Vitamina C: goiaba, limão e mexerica.

Fonte: nutricionista Fernanda Padovani

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA