Gestantes poderão pedir reembolso de passagens para países com Zika

Para as grávidas que se encontram em um dos destinos citados, as empresas colocam a possibilidade de adiantarem o retorno

por Agência Brasil 27/01/2016 10:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Novaes/EM/D.A Press
Reembolso é destinado a gestantes com passagens para o Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Guiana Francesa, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Suriname e Venezuela (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
Grávidas com passagens aéreas do Grupo Latam (formado pelas empresas Tam e Lan), compradas para países nos quais circula o vírus Zika, poderão pedir reembolso do bilhete.

Essa alternativa foi divulgada nesta terça-feira (26/01) pelo grupo, e é destinada a gestantes com passagens para o Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Guiana Francesa, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Suriname e Venezuela.

Para as grávidas que se encontram em um dos destinos citados, as empresas colocam a possibilidade de adiantarem o retorno, sem cobranças adicionais, dependendo apenas da disponibilidade de assentos.

Para as que ainda não viajaram, a alternativa é alterar o destino do voo, com pagamento de possíveis diferenças de tarifas, ou solicitar o reembolso do bilhete.

Além da atenção das companhias aéreas, o governo dos Estados Unidos emitiu alerta para que gestantes evitem viagens para países que registram transmissão do vírus Zika.

VÍDEOS RECOMENDADOS