Sucesso na web: Vídeo mostra reencontro de bebês gêmeos após um deles ir para UTI

Milhares de pessoas que compartilharam as imagens nas redes sociais

por Jacqueline Saraiva 21/01/2016 09:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Dentro da barriga da mãe, os gêmeos dividem espaço, se acostumam com a presença um do outro e compartilham tudo, desde a comida até os sentimentos. Depois do nascimento, a ligação geralmente é permanente e o vínculo se torna cada vez mais forte. É dessa forma com os gêmeos Vincenzo e Mariah, 1 ano. Moradores de Guarantã do Norte, no Mato Grosso, os irmãos sentiram muita falta um do outro depois que o menino passou vários dias em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O vídeo do reencontro dos dois foi publicado no Youtube e compartilhado milhares de vezes em redes sociais.



Arquivo Pessoal
Mãe conta que gêmeos não se separam (foto: Arquivo Pessoal )
Segundo a mãe deles, Natieli Caveion Pedroso, assim que perceberam febre e manchas vermelhas pelo corpo da criança, já comunicaram o pediatra, fizeram os exames pedidos e o levaram a uma clinica a cerca de 235km de distância de onde moram. “Na nossa cidade, os recursos são limitados, e não atende plano de saúde”, explicou.

Quando deram entrada na unidade de saúde, em 4 de dezembro de 2015, os pais dos gêmeos achavam que retornariam logo para casa. Mas, além da dengue, a criança apresentou um quadro de infecção pulmonar e precisou ser internada. No dia 10, o quadro de saúde piorou e ele precisou ir para a UTI. O pai, Paulo, também teve diagnóstico da doença. Para que os dois fossem assistidos pela família, Paulo e a pequena Mariah ficaram na casa da irmã de Natieli, enquanto ela acompanhava Vincenzo na UTI. Dias depois, o pai e a menina voltaram para casa, em Guarantã do Norte. A mãe continuou no hospital, a 235km de distância da residência do casal, com o menino.

Arquivo Pessoal
Festinha de um ano de vida, depois da recuperação de Vincenzo (foto: Arquivo Pessoal )
A distância deixou os gêmeos tristes. Segundo a mãe, Vincenzo chamava pela irmã o tempo todo. “Vicenzo fazia ‘vem’ com a mãozinha e dizia: "Má", que é como ele a chama. Dois dias antes de ele ir pra a UTI, eu fui procurar um pijama para ele na mala e achei uma camisetinha da Mariah, quando ele viu reconheceu e começou a chamar pela Má no mesmo instante”, contou. Na outra cidade, Mariah também estava chorosa e abatida, de acordo com familiares. O fim da agonia foi no dia 17 daquele mês, quando o pequeno recebeu alta da UTI, o mesmo dia em que os gêmeos completaram um ano de vida. Após receber autorização dos médicos, a mãe promoveu o reencontro dos gêmeos, ainda no hospital.

A família não imaginava que a saudade era tanta, até colocar os dois frente a frente. “Assim que nós fomos para o apartamento, Paulo foi à casa de minha irmã buscar a Mariah e minha mãe, que também aparece no vídeo”. Assim que a porta do quarto do hospital foi aberta, a reação de alegria dos irmãos foi instantânea e emocionou a todos. “Depois que eu parei de filmar, Mariah começou a se empolgar, e gritava, batendo os bracinhos de alegria, fez tanta bagunça, que depois de alguns minutos a enfermeira veio pedir para ela sair”.

Vincenzo teve alta no dia 22 de dezembro. “Percebo que agora os dois estão mais felizes do que antes do Vicenzo ficar doente, principalmente ele, que sorri o tempo todo, brinca bastante. Natieli conta que a gravidez, feita por fertilização in Vitro, seria de quadrigêmeos, mas na oitava semana de gestação o embrião parou de evoluir e ela teve a gestação apenas de Vincenzo e Mariah. A gestação de risco, no entanto, é o maior motivo da alegria do casal.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA