Por uma ceia mais saudável: veja dicas

Passar dos limites com a quantidade de comida e de bebida pode prejudicar o funcionamento do organismo

por Estado de Minas 21/12/2015 10:37

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nutrição Celular / Reprodução Internet
Mesmo na ceia é possível comer de forma balanceada (foto: Nutrição Celular / Reprodução Internet)
Fim de ano é sinônimo de festa, brindes e mesa farta. Porém, algumas vezes, as comemorações chegam acompanhadas de exageros. Quem nunca terminou a ceia com aquela sensação de que comeu ou bebeu demais? O fato é que passar dos limites com a quantidade de comida e de bebida pode prejudicar o funcionamento do organismo.

De acordo com Otavio Gebara, diretor clínico e cardiologista do Hospital Santa Paula, sucumbir às tentações da ceia pode causar uma série de danos, inclusive cardíacos. “No sistema digestivo, além do desconforto por ter se excedido na quantidade, comer demais provoca gases, dores e queimação. A digestão prejudicada afeta todo o corpo, pois aumenta a produção de toxinas, causa alteração nas taxas de colesterol e glicose, além de elevar a pressão arterial”, alerta.

Mesmo na ceia é possível comer de forma balanceada, com todos os tipos de nutrientes. Um prato com arroz e lentilha (carboidrato com leguminosa), chester (proteína e lipídeo), salada de folhas com tomate, palmito e legumes regada com azeite (vitaminas, minerais e lipídeo), por exemplo, é uma boa escolha. Evitar alguns tipos de alimentos pode fazer toda a diferença:

Os muitos gordurosos: bacon, frituras e maioneses não são as opções mais indicadas. A dica é dar preferência a alimentos menos calóricos, como saladas (que podem ser incrementadas com maçãs verdes, nozes e molhos de frutas), legumes, frutas e carnes magras, como as aves especiais de Natal (chester, peru e bacalhau).

Refrigerantes x sucos de frutas: substituir as bebidas gaseificadas por sucos naturais e coquetéis de frutas, que contêm vitaminas e minerais, é uma excelente opção.

Doces: resistir aos doces, ao pavê e às rabanadas não é uma missão fácil. Mas a tentação de experimentar um pedaço de cada sobremesa é o que faz 'passar do ponto’. O melhor é optar por apenas uma das delícias e manter a quantidade de açúcar sob controle. Cestas com as frutas da época ficam bonitas e são ótimas opções para a sobremesa.

Álcool: atenção aos brindes. Segundo Otavio, apenas 1ml de álcool contém 7Kcal, podendo aumentar o risco cardiovascular quando consumido em excesso. Uma boa dica é intercalar um copo de bebida com um de água ou suco, além de se alimentar ao longo da noite. Dessa forma, a absorção de álcool pelo organismo torna-se mais lenta.

Temperos: durante o preparo dos alimentos, a dica é evitar o uso de sal e óleos. Usando apenas nas finalizações dos pratos, o consumo de sódio e gordura saturada é menor.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA