Fiocruz lança 'dicionário' sobre violência contra a mulher em BH

Evento acontece nos dias 12 e 13 de novembro

por Redação 10/11/2015 13:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
São 422 páginas e o preço sugerido é R$ 79,00 (foto: Divulgação )
Será lançado em Belo Horizonte, nos dias 12 e 13 de novembro, o Dicionário Feminino da Infâmia, obra que apresenta, por meio de 187 verbetes, um panorama sobre a violência contra a mulher. Nas 422 páginas figuram tópicos como aborto, estupro, impunidade, machismo, mito do amor romântico, mutilação genital feminina e repressão sexual. Os verbetes foram escritos por médicos, enfermeiros, juristas, psicólogos, sociólogos e profissionais de áreas variadas. O lançamento acontece durante a programação do I Seminário Pedagógico do Dicionário.

Organizado por Elizabeth Fleury-Teixeira, coordenadora do Comitê Nacional Pró-Equidade de Gênero e Raça da Fiocruz, e pela médica e professora Stela Meneghel, o livro traz um rico panorama dos conceitos recorrentes na pauta feminista e das mulheres e vai além, apresentando temas e significados em sua dimensão histórica, política e social. O dicionário nasceu com o objetivo de permitir o acesso a informações fundamentais para o acolhimento e cuidado com as mulheres tanto ao público leigo como às equipes multiprofissionais de saúde, assistência social, segurança e justiça que atendem mulheres em situação de violência.

Publicado pela Editora Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o livro é resultado de uma pesquisa de cinco anos. Cinco mil exemplares custeados pelo Ministério da Saúde serão distribuídos a profissionais de saúde que atendem mulheres vítimas de violência. A seleção dos verbetes foi concluída em julho de 2013, quando começou um processo de análise por profissionais das áreas envolvidas, que se estendeu por dois anos.

A ideia é prover os profissionais da área pública e os cidadãos de informações sobre o que tem acontecido desde que as mulheres começaram a conquistar espaço nos planos social, político, jurídico e de cidadania. A obra traz registradas histórias de lutas que atravessaram séculos, travadas por pioneiras reconhecidas e outras anônimas, e que permitem que cada vez mais as mulheres transitem por espaços e lugares antes vetados a elas.



Lançamento: Dicionário Feminino da Infâmia: acolhimento e diagnóstico de mulheres em situação de violência
Em Belo Horizonte, nos dias 12 e 13/11, a partir das 8h30
Local: Academia Mineira de Letras, Rua da Bahia, nº 1466, Bairro Lourdes.

(Com informações da Agência Estado).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA