Nutrólogo alerta para os perigos do achocolatados

No topo da pirâmide alimentar, açúcar deve ser pouco consumido

por Agência Estado 03/11/2015 15:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SXC.hu
Bebidas adoçadas com açúcar têm sido consideradas como um dos principais responsáveis pelo aumento dos casos de obesidade infantil (foto: SXC.hu)
Você sabe a quantidade de açúcar que tem nos achocolatados em pó que estão sendo dado pelos pais nas mamadeiras de bebês e copos de adolescentes? Clique aqui e relembre reportagem sobre o assunto.  O nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo alerta sobre essas bebidas que em muitas situações, parece um facilitador, porém, são enormes os prejuízos à saúde pela quantidade que existe de açúcar nesses produtos.

Segundo ele, as bebidas adoçadas com açúcar têm sido consideradas por pesquisadores em todo o mundo como um dos principais responsáveis pelo aumento dos casos de obesidade infantil e pelo crescente número de crianças com hiperatividade e deficit de atenção.

O açúcar está no topo da pirâmide alimentar, o que significa que seu consumo deve ser reduzido. Os achocolados comuns são adoçados com açúcar. que é considerado um alimento vazio, porque só tem calorias e praticamente não tem nutrientes, além disso o açúcar também diminui a absorção do cálcio e ainda pode dar cáries.

Os achocolatados comuns possuem de 75% e 90% de açúcar em sua composição e possuem poucas e pequenas quantidades de vitaminas e minerais. O ideal é trocá-los por suplementos que não sejam adoçadas com açúcar e tenham na sua composição diversas vitamina, minerais e em concentrações adequadas como sais de ferro, que ajudam a reduzir as taxas de anemia.

DICAS PARA SAÚDE:

  • Fracionar refeições.
  • Comer 3 porções de frutas por dia.
  • Aumentar o consumo de verduras e legumes.
  • Diminuir o consumo de carnes e gorduras.
  • Aumentar o consumo de peixes.
  • Aumentar o consumo de água e fibras.
  • Comer ao menos duas porções de lácteos/dia.
  • Uso de suplementos alimentares (bebida láctea) de duas a três vezes por semana, "se necessário".
  • Diminuir o consumo de alimentos "vazios" como sal, açúcar, doces, refrigerantes, pão branco, molhos prontos, fast-foods, biscoitos e bolachas.

Além desses cuidados, os pais devem incentivar seus filhos a praticarem exercícios físicos regularmente.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA