Estudo diz que ter mais de 11 sinais no braço indica risco de melanoma

Pesquisadores sugerem que método seja adotado por especialistas na avaliação clínica

por AFP - Agence France-Presse 19/10/2015 12:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Adauto Cruz/CB/D.A Press
Estudo afirma que é essencial conhecer o número total de sinais no corpo para estabelecer os riscos de ter câncer de pele (foto: Adauto Cruz/CB/D.A Press)
A presença de mais de 11 sinais no braço direito indica um maior risco de melanoma, um tipo de câncer de pele, segundo um estudo da King's College em Londres publicado nesta segunda-feira (19/10).

Ainda que apenas de 20 a 40% dos melanomas procedam da evolução de um sinal, é essencial conhecer o número total de sinais no corpo para estabelecer os riscos de ter câncer de pele, segundo o trabalho publicado no British Journal of Dermatology.

No total, 3.694 mulheres brancas participaram do estudo realizado durante oito anos no Reino Unido. Os pesquisadores contaram o número de sinais em cada uma delas e em 17 partes distintas do corpo. O exercício se repetiu com 400 homens e mulheres que sofriam de melanoma.

"Constatamos que um número superior a 11 sinais em um braço está vinculado a um risco significativo de ter mais de 100 sinais no corpo inteiro, o que indica um sério risco de melanoma", assegura o estudo. "Esta rápida avaliação clínica deve servir para uma análise acerca do risco de melanoma", completou o estudo, que pede aos médicos que adotem o método.

O melanoma é um câncer muito agressivo, cuja frequência aumenta rapidamente na Europa, sobretudo pelo costume de tomar sol. As pessoas de pele clara com muitas pintas e marcas têm maior risco de sofrer câncer cutâneo quando tomam sol.

O câncer de pele mais frequente é o carcinoma, que geralmente é menos grave e que, na maioria dos casos, ocorre nas zonas descobertas do corpo (cabeça e colo) depois dos 50 anos de idade.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA