Menino britânico Ashya volta a Praga após ter se curado do câncer

Caso do garotinho de 6 anos ganhou as páginas dos jornais depois que seus pais, sem autorização médica, o retiraram de um hospital no Reino Unido para levá-lo a Praga onde foi submetido a um terapia de prótons

por AFP - Agence France-Presse 16/09/2015 11:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
MICHAL CIZEK / AFP
Ashya, 6 anos, e o pai Brett King visitam Praga (foto: MICHAL CIZEK / AFP)
O menino britânico Ashya King voltou a Praga nesta terça-feira (15/09), um ano depois que seus pais o tiraram de um hospital britânico e o levaram para a República Tcheca para submetê-lo a uma cirurgia para salvar sua vida. A criança tinha tumor cerebral.

"Ashya está melhor", disse seu pai, Brett, à imprensa, enquanto o menino de seis anos caminhava, trêmulo, ao seu lado. Um ano antes de sua chegada, o menino só conseguia abrir os olhos.

"Sua capacidade para andar está melhorando, sua coordenação está melhorando, sua fala melhora", disse o pai, que detalhou que na escrita e no desenho também avança, embora em um ritmo mais lento.

Brett disse fora do hospital onde o menino recebeu uma terapia conhecida como uma cura de prótons que está seguro que nos próximos anos King vai melhorar.

O caso deste menino ganhou as primeiras páginas em agosto de 2014, quando as autoridades britânicas ordenaram a busca e a captura de seus pais, que haviam o tirado de um hospital em Southampton (Reino Unido) sem autorização antes de levá-lo a Málaga. As autoridades britânicas consideraram que ele colocaria em risco a vida de seu filho. Os pais não estavam de acordo com o tratamento do hospital britânico, que consideravam muito agressivo.

Foram detidos na Espanha, onde passaram quatro dias na prisão antes de serem libertados e levarem seu filho a Praga para submetê-lo à terapia de prótons.

Ashya King foi submetido a 30 sessões de terapia em Praga. A terapia de prótons, que não é oferecida pelo sistema de saúde britânico, consiste em destruir as células cancerígenas com um raio de prótons centrado nas zonas afetadas e evitando as saudáveis.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA