Segunda dose da vacina contra o HPV está disponível em Minas para meninas entre 9 e 11 anos

Também estão incluídas na campanha, mulheres de 14 a 26 anos que têm Aids

por Estado de Minas 08/09/2015 14:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Monique Renne/CB/D.A Press
Meta é imunizar 80% do público-alvo da campanha (foto: Monique Renne/CB/D.A Press)
A segunda dose da vacina contra o papilomavírus humano (HPV) começou a ser distribuída nesta semana em Minas Gerais. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde estadual (SES), a campanha será realizada até 29 de dezembro. Este ano, a vacinação teve sua abrangência ampliada e também vai imunizar meninas de nove, dez e 11 anos de idade, além de mulheres de 14 a 26 anos, que são portadoras do vírus da Aids. A meta é que 80% desse público seja imunizado, o que representa, em Minas Gerais, 649.237 mil pessoas.

Ainda conforme a SES, apenas 51,67% das meninas tomaram a primeira dose da vacina, que começou em março deste ano. A administração da terceira dose, pelo esquema estendido, se iniciará após 5 anos. Para garantir a proteção contra o câncer do colo do útero são necessárias as três doses.

Em 2014, foram vacinadas as meninas de 12 e 13 anos. A cobertura vacinal foi superior a 100% na primeira dose. Porém, na segunda dose, a adesão foi menor, apenas 71.88% das meninas compareceram aos postos. A partir de 2016 a vacina passa a fazer parte do calendário de rotina, estará disponível em todos os postos de saúde e será destinada a meninas de 9 anos de idade.

A transmissão do vírus do HPV se dá por contato direto com a pele ou mucosa infectada. A principal forma é pela via sexual, que inclui contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Assim sendo, o contágio com o HPV pode ocorrer mesmo na ausência de penetração vaginal ou anal. Também pode haver transmissão durante o parto. Não está comprovada a possibilidade de contaminação por meio de objetos, do uso de vaso sanitário e piscina ou pelo compartilhamento de toalhas e roupas íntimas.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA