'Viagra feminino' é aprovado por agência reguladora dos Estados Unidos

Medicamento é indicado para mulheres na pré-menopausa com disfunção sexual adquirida e crônica

por Agência Estado 19/08/2015 10:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Internet - http://blogs.odiario.com
Medicamento Addyi atua na liberação de neurotransmissores cerebrais responsáveis pelo desejo sexual (foto: Reprodução Internet - http://blogs.odiario.com)
A FDA, agência que regula alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, aprovou nesta terça-feira (18/08) o primeiro remédio indicado para tratar a falta de desejo sexual feminino, um "viagra feminino". O Addyi (nome comercial para a flibanserina) atua na liberação de neurotransmissores cerebrais responsáveis pelo desejo sexual, como a dopamina.

O medicamento é indicado apenas para mulheres na fase da pré-menopausa com disfunção sexual adquirida e crônica, ou seja, quando a falta de libido ocorre em uma paciente que não tinha o problema anteriormente e persiste independentemente do tipo de atividade sexual, da situação ou do parceiro sexual.

A FDA alerta, no entanto, para os possíveis efeitos colaterais do medicamento principalmente se o seu uso for associado ao consumo de álcool. Nesses casos, a paciente pode apresentar severa queda de pressão e perda de consciência.



O documentário Orgasm Inc. (2011), da jornalista Liz Canner, mostra a trajetória das indústria farmacêutica para produzir um medicamento que trate disfunções sexuais femininas. Além dos bastidores das campanhas de marketing sobre o 'viagra feminino', o filme mostra a forma como elas lidam com o próprio prazer e questiona, inclusive, se os problemas sexuais das mulheres não foram forjados culturalmente. Veja o trailer em inglês:

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA