Cáseos: saiba como prevenir as desagradáveis 'pedrinhas' que se acumulam na garganta

Frequentemente podemos ser acometidos pelos cáseos que se formam nas reentrâncias das amígdalas

por Ailim Cabral 19/08/2015 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Os cáseos amigdalianos são uma massa viscosa e amarelada, de odor desagradável, que surge nas amígdalas. Segundo o otorrinolaringologista Fayez Bahmad, essas formações, conhecidas como pedras nas amígdalas, surgem a partir de restos epiteliais e alimentares que se alojam nas criptas amigdalianas. Com o tempo, tendem a endurecer e causar desconforto, o que justifica serem chamadas de pedras.

Diminuição do fluxo salivar, respiração bucal e hábitos que irritam a região, como fumar, beber álcool e consumir alimentos muito quentes, podem facilitar o surgimento dos cáseos. No entanto, Faiez explica que o principal motivo é a hipertrofia das amígdalas. “Pessoas com amígdalas muito grandes têm predisposição a esse acúmulo de restos nas criptas (reentrâncias), que, após algumas semanas, resultam em cáseos”, afirma. A formação constante de cáseos costuma configurar um diagnóstico de amigdalite crônica caseosa. Nesses casos, é possível que as amígdalas precisem ser removidas.

Valdo Virgo / CB / D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: Valdo Virgo / CB / D.A Press)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA