Água morna com limão: combinação está na boca do povo

Dizem que emagrece e faz bem à saúde, mas na verdade o suco azedinho tem efeitos mais modestos

por Revista do CB 03/07/2015 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
É uma receita simples, que tem ganhado popularidade com inúmeras promessas, desde a melhora do sistema imunológico ao emagrecimento. O fato é que não importa se a água é morna, fervida ou gelada. “A estrela é o limão”, aponta a nutricionista Fernanda Vale. São as propriedades do fruto que promovem benefícios ao corpo.

Zuleika de Souza / CB / D.A Press
A "receita" 1 copo de 200 ml com água morna 1 limão. Consumir uma vez ao dia, de preferência pela manhã, antes da primeira refeição. (foto: Zuleika de Souza / CB / D.A Press)


No entanto, a perda de peso não é uma delas: não há nenhuma característica diretamente relacionada a isso. “Mas a água com limão ajuda a equilibrar as funções do organismo, o que pode contribuir para o emagrecimento”, ressalva Fernanda. Apesar do sabor ácido, o limão tem um efeito alcalino no organismo. Fernanda explica que ele estimula a produção de enzimas digestivas e, consequentemente, melhora o processo de digestão, amenizando sintomas leves de azia e gastrite.

A nutricionista Glaucia Medeiros também aponta que essa fruta contém compostos que estimulam a produção de bile, importante na digestão de gorduras. E a American Cancer Society recomenda água morna com limão para estimular os movimentos do intestino grosso e evitar a constipação, sintoma que pode ocorrer em pacientes com câncer nesse órgão.

As benesses não param no sistema digestório: a fruta contribui para equilibrar o pH sanguíneo, cujo nível ideal é levemente alcalino, em torno de 7,5. Manter esse valor e evitar a acidez no sangue previne doenças cardíacas e a formação de cálculos renais, exemplifica Glaucia.

Nas redes sociais, Gisele Bündchen se diz adepta do limãozinho matinal:



Uma substância valiosa presente no limão é a vitamina C. “Ela atua na produção de colágeno e na manutenção de ossos, dentes e cartilagens”, explica a nutricionista Glaucia Medeiros. Além de ajudar na firmeza da pele, a vitamina fortalece o sistema imunológico e tem papel antioxidante, importante para prevenir o envelhecimento precoce. Outros componentes relevantes são os minerais magnésio, fósforo e potássio, essenciais em diferentes funções do corpo, como o relaxamento muscular.

A temperatura da água traz alguns diferenciais. Glaucia explica que o corpo tem mais facilidade em digerir líquidos mornos. A água fria dá mais trabalho porque é preciso gastar energia para aquecê-la. Há outras vantagens. “O líquido morno pode auxiliar na eliminação de gordura das paredes do trato digestivo”, afirma a nutricionista. Por essas características, ela considera que a bebida é recomendável após uma refeição mais gordurosa.

Segundo a medicina tradicional chinesa, a água morna (principalmente em chás) é um artifício para equilibrar o organismo. O acupunturista Luiz Henrique Santos explica que o corpo reage ao líquido ingerido de forma a balancear a temperatura. “O corpo sempre tende ao equilíbrio. Quando você toma algo quente, ele tende a esfriar. Se for gelado, ele vai esquentar.” Santos dá o exemplo de uma pessoa com calor interno muito grande, que apresenta secura na boca. “Ela pode tomar muita água, mas vai continuar com a boca seca. O que está em desequilíbrio é a temperatura interna.” Nesse caso, um chá de hortelã poderia ser indicado. Santos aponta que o estresse é uma das causas do desequilíbrio na temperatura interna e é capaz de se tornar a raiz de uma série de problemas, como insônia e dores de cabeça.

E a hora de consumir a bebida, faz alguma diferença? Ela pode ser o primeiro alimento do dia, para a digestão se focar nela. Esse momento também é propício para a destoxificação, a eliminação de toxinas pelo fígado. “O jejum potencializa a ação”, pontua a nutricionista Fernanda Vale. Ela acrescenta que a bebida não deve substituir o café da manhã ou ser usada para emagrecimento. Sozinha, a água com limão não tem esse efeito. Por mais que muitos busquem atalhos, a fórmula para perder peso é bastante conhecida: reeducação alimentar e prática de exercícios físicos.

A nutricionista Glaucia Medeiros destaca que é necessário respeitar as características de cada um. “Existem pessoas que são intolerantes ou alérgicas ao limão.” Ela afirma que o ideal é aliar a bebida a uma rotina saudável e avaliar se ela trouxe benefícios.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA