Vírus que causa paralisia nas pernas é descoberto em Manaus

Doença é transmitida por água contaminada com fezes. Pesquisadores afirmam que vírus pode estar presente em outros estados brasileiros

por Agência Brasil 26/06/2015 10:08

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rafael Ohana/CB/D.A Press
Para prevenir a doença, é necessário o fortalecimento do saneamento básico, mas medidas básicas também são eficientes como lavar as mãos após ir ao banheiro e antes das refeições e só ingerir água filtrada ou fervida (foto: Rafael Ohana/CB/D.A Press)
Pesquisadores descobriram em Manaus um novo vírus que causa diarreia, paralisia das pernas por até duas semanas e que pode levar à morte. Segundo a pesquisadora que coordenou o trabalho, Patrícia Puccinelli, do Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia), o vírus é transmitido por água contaminada com fezes.

A descoberta no Brasil do gemycircularvirus foi feita a partir da análise molecular das fezes de 1,5 mil crianças de até dez anos que tiveram diarreia e foram atendidas em prontos-socorros de Manaus entre 2007 e 2009. Entre as crianças que fizeram parte da pesquisa, cinco estavam contaminadas. Segundo Patrícia, o vírus já havia sido descoberto no Sri Lanka, onde os sintomas também foram detectados em adultos.

A pesquisadora ressaltou que a presença do vírus foi observada em Manaus porque o estudo foi feito apenas nessa cidade, mas alertou que ele pode estar presente em outros estados.

Para prevenir a doença, é necessário o fortalecimento do saneamento básico por parte do estado e também que a população tome medidas básicas como lavar as mãos após ir ao banheiro e antes das refeições e só ingerir água filtrada ou fervida.

Atualmente, a detecção do gemycircularvirus só pode ser feita pela análise molecular das fezes, porém a pesquisadora Patrícia Puccinelli está estudando o desenvolvimento de um kit de diagnóstico rápido do vírus.

O pesquisador do Laboratório de Medicina da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA), Tung Gia Phan, teve parceria na descoberta, que foi publicana na revista Virology.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA