Brasil registra aumento de 30% no número de pessoas que iniciam tratamento contra aids

Atualmente, mais de 400 mil pessoas soropositivas se tratam na rede pública

por Agência Brasil 25/06/2015 10:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O número de pacientes HIV positivos que iniciaram tratamento com medicamentos antirretrovirais passou de 57 mil para 74 mil entre 2013 e 2014, aumento de 30%. Segundo o Ministério da Saúde, isso se deve à ampliação do público-alvo dos remédios destinados a pessoas com HIV pela rede pública de saúde, a partir de dezembro de 2013. Atualmente, mais de 400 mil pessoas soropositivas se tratam na rede pública.

Até dezembro de 2013, apenas quem tinha carga viral alta podia iniciar o tratamento. Segundo o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, no ano passado, 40% dos novos tratamentos foram iniciados em pessoas que não se encaixariam no antigo protocolo. A estimativa é que, a cada ano, surjam 39 mil casos de aids.

O Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira (24/05) nova campanha para prevenção da aids. Festas populares como as juninas, a de Parintins, no Amazonas, a Oktoberfest, em Santa Catarina, e a Festa do Peão de Barretos, em São Paulo, terão cartazes alertando os jovens, grupo que tem contraído mais o vírus em todo o mundo.

Com o tema #Partiuteste, o objetivo da campanha é informar e alertar sobre as medidas de prevenção, como o uso de camisinha, realização do teste de HIV e início do tratamento. Nas cidades de maior concentração das festas juninas (Campo Grande, Salvador, João Pessoa, Caruaru e Recife), é feito um esforço nas estratégias de comunicação. Foram instalados 20 displays para retirada gratuita de camisinhas em banheiros de aeroportos e rodoviárias. Para esta parte da campanha foram distribuídas 160 mil camisinhas.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA