Vacinação contra a gripe é prorrogada no DF e em pelo menos 11 estados

A Secretaria estadual de Saúde de Minas Gerais ainda não confirmou se a imunização será prorrogada, mas informou que os municípios têm autonomia para continuar vacinando

por Agência Brasil 22/05/2015 14:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Renato Weil/EM/D.A Press
Vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde (foto: Renato Weil/EM/D.A Press)
A vacinação contra a gripe foi prorrogada no Distrito Federal e em pelo menos 11 estados – Pernambuco, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Santa Catarina, Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Pará e Piauí.

O encerramento da campanha nacional está previsto para sexta-feira (22/05), mas números do Ministério da Saúde apontam que apenas 38,6% dos grupos prioritários receberam a dose. A meta do governo é imunizar 80% do público-alvo – pessoas com mais de 60 anos, crianças com idade entre 6 meses e 5 anos incompletos, indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, a população carcerária, profissionais de saúde e os que atuam no sistema prisional, além de doentes crônicos.

No Distrito Federal, em Goiás e São Paulo a vacinação vai até o dia 3 de junho. No Rio de Janeiro, Ceará, Piauí, em Alagoas, Pernambuco e Santa Catarina, a nova data prevista para o encerramento é 5 de junho.

A Bahia também deve finalizar a campanha em 5 de junho. Na capital baiana, Salvador, a imunização contra a gripe vai até 30 de maio, mesma data prevista para o encerramento da campanha no Pará. No Espírito Santo, os postos vão oferecer as doses até o dia 9 de junho.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano – A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B. O período de maior circulação da gripe no Hemisfério Sul vai do final de maio a agosto. Após a aplicação, o corpo leva de duas a três semanas para gerar a proteção contra a gripe.

A dose é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática em doses anteriores ou aquelas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA